Em desvantagem, Corinthians prega equilíbrio contra Atlético-GO


YAGO RUDÁ
YAGO RUDÁ

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Corinthians visita o Atlético-GO às 21h30 desta quarta-feira (9), em duelo decisivo da Copa do Brasil. Depois de ser derrotado na Neo Química Arena por 2 a 0 no jogo de ida, o time alvinegro tenta reverter a desvantagem para seguir vivo na competição. Para o volante Gabriel, é possível conseguir desbancar o adversário em Goiânia e voltar para a capital paulista com a classificação para as oitavas de final.

"Não é o resultado que nós queríamos levar para uma segunda partida, mas são 180 minutos e ainda não acabou. Foi apenas metade da decisão, temos totais condições de fazer um jogo melhor e mais consistente para revertermos a situação", disse o meia corintiano, que citou a recente vitória sobre o América-MG, pelo Campeonato Brasileiro, como fator de confiança.

"Lógico que vamos respeitar o Atlético-GO, que fez um grande primeiro jogo. Espero que o segundo jogo seja nosso, que consigamos colocar nosso ritmo, pressionar o adversário para buscarmos os nossos gols, criar as nossas chances e também não tomar gols. A equipe está concentrada, a vitória do final de semana nos dá mais confiança e temos que ter a cabeça tranquila para poder reverter e fazer o nosso melhor."

Pelo regulamento desta edição da Copa do Brasil, que excluiu o gol qualificado fora de casa como critério de desempate, o Corinthians precisa de uma vitória por dois de diferença para levar o confronto para a decisão de pênaltis. Já uma vitória por três ou mais gols de diferença coloca o clube do Parque São Jorge na próxima fase do torneio. Qualquer outro resultado garante o Atlético-GO nas oitavas.

Pensando nisso, a equipe comandada pelo técnico Sylvinho adota o equilíbrio como discurso para a decisão em Goiânia. O Corinthians necessita de, no mínimo, dois gols para se manter vivo, mas também sabe da importância de não sofrer gols para o adversário. Membro do sistema defensivo no meio de campo, Gabriel comentou a situação e pediu atenção de seus companheiros.

"Falo para não tomar gol porque, se não tomarmos, vamos precisar de dois para levar a disputa aos pênaltis ou três para passar direto. Se tomarmos, vamos ter que fazer mais gols, e isso vai nos dificultar. Eu acredito que temos que ter equilíbrio no jogo para criarmos chances e dominarmos a partida. Haverá momentos em que todos vão ter que defender, e vão ter momentos em que todos vão ter que atacar com inteligência. A estratégia de jogo ainda não foi definida", explicou.

O Corinthians enfrentou o Atlético-GO em duas oportunidades recentes, todas na Neo Química Arena, e foi derrotado em ambas. Três dias antes do revés pela Copa do Brasil, o time alvinegro havia perdido para os atleticanos por 1 a 0, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.

ATLÉTICO-GO

Fernando Miguel; Dudu, Nathan, Éder e Igor Cariús; Willian Maranhão, Marlon Freitas e João Paulo; Arthur Gomes, Zé Roberto e Natanael. T.: Eduardo Barroca

CORINTHIANS

Cássio; João Victor, Gil, Raul e Fábio Santos (Lucas Piton); Gabriel, Roni, Cantillo, Mateus Vital e Luan; Gustavo Mosquito. T.: Sylvinho

Estádio: Antônio Accioly, em Goiânia (GO)

Horário: 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira (9)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Transmissão: TV Globo, SporTV e Premiere

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo