Após a terceira derrota consecutiva na Copa João Havelange, o Flamengo vive um clima de tensão na Gávea. Ontem, durante o coletivo, o goleiro Clemer e o volante Mozart discutiram asperamente e quase se agrediram. Para a partida contra o América-MG, o técnico Carlinhos deve escalar o atacante Adriano e o lateral Leonardo Inácio, nos lugares de Denílson e Athirson, respectivamente, expulsos na derrota para o Sport, por 2 a 1.
Feliz pela nova oportunidade, Adriano acredita que pode ajudar o time a superar a péssima fase na competição. ‘‘Estou ansioso para atuar’’, disse. Insatisfeito com o rendimento dps jogadores contratados, o vice-presidente de futebol do clube, Walter Oaquim, reafirmou que o técnico Carlinhos está liberado para escalar no banco de reservas qualquer jogador.
O meia Petkovic cobrou maior aplicação do time, mas admitiu que os jogadores têm tido falta de sorte. ‘‘Faltou um pouco mais de empenho e sorte para nós’’, afirmou.
Fluminense – O lateral-esquerdo Paulo César viveu um dia de ídolo ontem nas Laranjeiras. O jogador foi o autor dos dois gols na vitória, por 2 a 1, sobre o Cruzeiro e, depois de muitas críticas, foi festejado pela torcida. ‘‘Foi uma das melhores partidas da minha vida’’, comemorou. Um dos melhores jogadores em campo, contra o time mineiro, o volante Fabinho disse que a principal qualidade da equipe é o conjunto. ‘‘Temos tudo para nos classificarmos, mas precisamos manter a seriedade.’’
Botafogo – O meia Reidner festejou a volta ao time Alvinegro na vitória sobre o São Paulo. Segundo o jogador, todas as mágoas foram superadas e seu retorno à equipe foi a prova disto. ‘‘A melhor decisão da minha vida foi retornar ao Botafogo’’, comemorou. ‘‘Tive propostas para sair novamente, mas optei por ficar.’’ Reidner acredita que a equipe tem boas chances de classificação, pois conseguiu vencer os três últimos jogos. ‘‘Estamos crescendo na competição e conseguiremos a classificação se mantermos o ritmo’’, disse.
O Botafogo ocupa a 11ª posição, com 25 pontos, em 17 jogos. Para a partida de amanhã, contra o Gama, o técnico Antônio Clemente deve manter a dupla de ataque, formada por Donizete e Zé Carlos, deixando o artilheiro Túlio no banco de reservas.