Brasileiro -

Em clássico de opostos, São Paulo e Palmeiras se enfrentam no Morumbi

Rodada do Campeonato Brasileiro reserva ainda o confronto entre Corinthians e Flamengo, na Neo Química Arena

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

De um lado, a liderança isolada e uma sequência de nove vitórias, do outro, o incômodo da zona do rebaixamento e a irregularidade. É este o panorama para o clássico entre São Paulo e Palmeiras, que abre a 14ª rodada do Brasileiro, no sábado (31), às 19h, no Morumbi.


O torcedor tricolor jamais imaginaria que após o fim do jejum de nove anos sem títulos, que terminou com a conquista do Campeonato Paulista, o time teria apenas duas vitórias em 13 jogos pelo Brasileiro. A irregularidade que se tornou uma constante na equipe de Hernán Crespo tem como consequência a presença incômoda entre os quatro últimos da competição. O São Paulo é o 17º, com 11 pontos.


Depois de ter sido goleado na última rodada – 5 a 1 para o Flamengo, no Maracanã -, o Tricolor sabe que uma vitória no Choque-Rei pode mudar o clima no clube. A vitória no meio de semana pela Copa do Brasil – 2 a 0 sobre o Vasco -, acalmou os ânimos no Morumbi e trouxe um pouco mais de confiança ao elenco.


Se não bastasse a liderança com 31 pontos e a boa fase, o Palmeiras ainda comemorou o fato raro de ter uma semana inteira para treinar e recuperar fisicamente os jogadores. Como já está eliminado da Copa do Brasil, o Verdão não entrou em campo no meio de semana e jogou pela última vez há sete dias, quando ganhou do Fluminense.


No clássico, os comandados do técnico Abel Ferreira têm a oportunidade de aumentar a sequência de vitórias, passar mais uma rodada na ponta, afundar ainda mais o rival entre os últimos e ainda dar o troco pela derrota na final do Paulista.


No Tricolor, os desfalques são Arboleda, machucado, Welington e Benítez, suspensos. No Alviverde, o zagueiro Luan está recuperado de lesão, já Rony e Luiz Adriano continuam em tratamento e seguem de fora.


Itaquera


No clássico das maiores torcidas do país, Corinthians e Flamengo se enfrentam no domingo (1º), às 16h, na Neo Química Arena. Ainda sem poder contar com os reforços Renato Augusto e Guiliano, que devem estrear apenas na próxima rodada, o Timão tenta melhorar o seu aproveitamento em casa para subir na classificação.


O Corinthians tem apenas uma vitória em seis partidas como mandante, o que dá um aproveitamento pequeno de 27%. Foram ainda dois empates e três derrotas jogando em Itaquera. O time do técnico Sylvinho é o 10º colocado, com 17 pontos, e vem de vitória sobre o Cuiabá, fora de casa.


O Flamengo chega super motivado para o clássico e empolgado com os últimos resultados. Desde a chegada do técnico Renato Gaúcho são cinco vitórias consecutivas, com direito a goleadas e um total de 21 gols marcados.


O rubro-negro que poderá jogar com público no Maracanã na partida contra o Olímpia (PAR) pela Libertadores, no dia 18 de agosto. A prefeitura do Rio de Janeiro liberou que o estádio receba torcedores até 10% da capacidade. 


Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo