|
  • Bitcoin 149.300
  • Dólar 4,9058
  • Euro 5,1831
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 07/05/2022, 10:01

Em bom momento de Veiga, Palmeiras enfrenta Fluminense neste domingo

PUBLICAÇÃO
sábado, 07 de maio de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A mudança de status de Raphael Veiga começou em 2020. Mas é em 2022 que o meia consolida de vez seu nome entre os maiores jogadores do Palmeiras no século.

Os seis gols neste ano que o fizeram chegar a 14 no total e o transformaram no maior artilheiro do clube alviverde na história da Copa Libertadores são apenas mais uma chancela. E, embora ainda estejamos no começo de maio, a tendência é que o jogador termine a temporada com os melhores números de sua carreira em um ano.

Na vitória contra o Independiente Petrolero (Bolívia), na terça-feira (3), o meia foi às redes três vezes e anotou o primeiro hat-trick de sua carreira. Agora, Veiga e o restante do elenco palmeirense se preparam para receber o Fluminense neste domingo (8), no Allianz Parque, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

O meia, que já foi artilheiro do Palmeiras em 2021, com 20 gols, caminha para repetir o feito na atual temporada. No ano passado, ele ainda deu sete assistências e, com 27, se transformou no segundo jogador alviverde com mais participações diretas em gols —Scarpa somou 30.

Embora expressiva, a marca de Veiga na temporada passada tende a ser atropelada neste ano. Com menos de quatro meses, o camisa 23 já tem 14 gols e seis assistências, perfazendo 20 participações em gols.

Uma conta rápida aponta para ele uma média de 0,86 participação em gol por jogo disputado até o momento. Considerando que o Palmeiras tem mais 34 jogos assegurados no Campeonato Brasileiro, quatro na Libertadores e ao menos um na Copa do Brasil, não é difícil prever que o número vai ser superado.

É claro que a maior parte dos adversários futuros não vai oferecer as mesmas facilidades que Deportivo Táchira (Venezuela), Independiente Petrolero e Emelec (Equador) deram ao Palmeiras. Mas ainda que o ritmo de participações em gols de Veiga caia pela metade, ele vai superar com tranquilidade, tanto os seus quanto os números de Scarpa em 2021.

Além da frieza dos números, Veiga tem momentos muito marcantes neste ano. No Mundial de Clubes de 2021, jogado em fevereiro deste ano, fez dois gols em dois jogos, inclusive batendo pênalti para empatar a final, diante do goleiro Édouard Mendy, do Chelsea (Inglaterra), considerado o melhor do mundo na posição.

Na final do Campeonato Paulista, contra o São Paulo, fez o gol que recolocou o Palmeiras na disputa na derrota por 3 a 1 do jogo de ida, e ainda anotou dois na goleada por 4 a 0 que garantiu o título ao clube alviverde.

Veiga chegou ao Palmeiras em 2017, em busca de um espaço no time que conquistara o Campeonato Brasileiro com méritos na temporada anterior. Embora tenha balançado a rede em sua estreia, em amistoso contra a Chapecoense, logo se viu cortado por Eduardo Baptista da lista de inscritos do Paulista. Em seu lugar, o técnico inscreveu o garoto Vitinho, da base, que, como Veiga, fez um gol no amistoso.

"Naquela hora, o que senti é que eu não servia para ajudar. É ruim demais essa sensação de que você não serve. Eu poderia ter causado problema, me revoltado. Mas preferi treinar, me aperfeiçoar. O que mais eu poderia fazer?", falou ele ao UOL Esporte em entrevista de agosto de 2020. E 2017 não foi mesmo o ano de Veiga, que acabou emprestado ao fim da temporada para o Athletico-PR.

Foi jogando pelo time paranaense, em 2018, que Raphael convenceu o Palmeiras de que merecia uma nova chance. Campeão da Copa do Brasil de 2018 com o time curitibano, ele foi chamado de volta ao Palmeiras que recém havia sido campeão brasileiro. Em 2019, com Felipão, ele ainda oscila um pouco no Palmeiras. Mas 2020, enfim, "revelaria" o tamanho de jogador que Veiga de fato era.

"O que mudou foi confiança e sequência. Começou com o Cebola [Andrey Lopes, interino após a saída de Vanderlei Luxemburgo] e cresceu com o Abel", disse ele. "Quem é que não desempenha sua função melhor, quando está confiante e feliz? Eu sempre soube do que era capaz, sabia que uma hora ia ter a chance de conseguir demonstrar. Por isso, trabalhei muito", disse.

Além de Veiga, o Abel Ferreira deve escalar alguns dos principais nomes do time alviverde, aproveitando-se do rodízio que promoveu nos dois jogos que antecederam a partida contra o Independiente Petrolero -algo que vem sendo praticado regularmente pelo técnico português. Uma provável escalação inicial do Palmeiras tem: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Gustavo Scarpa (Wesley), Dudu e Rony.

Do lado adversário, o Fluminense chega à partida buscando manter o bom momento após vencer o Junior Barranquilla, da Colômbia, na quarta-feira (4), pela Copa Sul-Americana, na estreia de Fernando Diniz no comando do time carioca. Em 14º, com quatro pontos em quatro jogos, o clube tricolor busca sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro.

Neste domingo, o Fluminense tem como ausência confirmada o volante André, suspenso após expulsão na derrota para o Coritiba, na quarta rodada. Em compensação, o meia-atacante Arias, até então em recuperação de uma contusão no tornozelo direito, deve estar disponível pela primeira vez para Diniz. Uma provável escalação do time carioca tem: Fábio, Samuel Xavier, Nino, David Braz e Cris Silva; Wellington, Yago e Ganso; Luiz Henrique, Willian Bigode (Arias) e Cano.

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Horário: Às 16h (de Brasília) deste domingo (8)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (Fifa/BA)

VAR: Rafael Traci (SC)

Transmissão: TV Globo e Premiere