Maurício Borges
De Apucarana
Um público de mais de 20 mil pessoas se aglomerou anteontem à noite, na área central de Apucarana, para assistir a mais uma vitória de Elenilson da Silva, na Prova Pedestre 28 de Janeiro, comemorativa ao aniversário da cidade. O fundista do Vasco do Gama, que foi medalha de ouro nos 10 mil metros no Campeonato Panamericano de Winnipeg, agora é pentacampeão da prova, depois de correr os 12 mil metros lado a lado com Marilson Gomes dos Santos (Funilense/ São Caetano-SP).
No feminino, a vencedora foi a curitibana Lídia Karwowski (Unimed), que já havia vencido em Apucarana há dois anos. Na chegada ela superou a paulista Adriana de Souza, com apenas um segundo de vantagem. A londrinense Cleusa Maria Irineu (Cesulon), campeã de 99 e melhor brasileira na São Silvestre, que esteve presente e que era a favorita, não correu devido a uma contusão.
Na corrida masculina, logo a partir da largada, quatro atletas do pelotão de elite tomaram a frente da prova na Avenida Curitiba. Elenilson liderava o bloco que tinha também, Marilson Gomes dos Santos, Geraldo Francisco de Assis (Cruzeiro E.C.) e Edilson Vieira da Silva (Pé de Vento-RJ).
A partir dos 4 mil metros, Marilson, que foi o melhor brasileiro na última São Silvestre, com um quarto lugar, tentou distanciar-se do bloco, mas correu pouco tempo isolado. Elenilson encostou novamente e, a partir daí, os dois travaram um duríssimo duelo até o final da prova.
Num sprint final, o atleta do Vasco da Gama teve fôlego para abrir uma vantagem de 20 metros de distância sobre Marilson, fechando a prova com 34min30s. Em terceiro chegou Benedito Donizete Gomes (Associação Guarú-SP).
Várias atletas de um bloco de seis, se revezaram na liderança da prova feminina. Na metade do percurso, Marlene Fortunato (Arpoador-RJ) passou em primeiro, seguida de Lídia e Adriana. As três atletas seguiram brigando pela vitória até o final. Uma diferença de apenas quatro segundos separam elas na classificação final. Lídia venceu com o tempo de 40min24s, com Adriana chegando um segundo depois e Marlene, dois segundos atrás.