|
  • Bitcoin 122.747
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2478
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 28/02/2022, 18:42

'Dois dias e meio de desespero', diz David Neres ao anunciar saída da Ucrânia

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

MACEIÓ, AL (UOL-FOLHAPRESS) - O brasileiro David Neres usou as redes sociais para se manifestar sobre os dias de tensão vividos na Ucrânia após a invasão da Rússia. Jogador do Shakhtar Donetsk, ele estava junto a um grupo de atletas e familiares em um hotel no centro de Kiev assim que os bombardeios começaram.

Eles ficaram lá até sábado (26), quando saíram e conseguiram pegar um trem até as proximidades da fronteira com a Moldávia. Depois, o grupo se separou e uma parte seguiu para a Romênia.

"Nos últimos dias vivemos dias de muita tensão na Ucrânia e momentos que não queremos passar, que não imaginávamos que um dia iríamos passar. (...) Graças à Deus estamos em segurança com nossa família e quando tudo passar resolveremos nossa situação, que hoje não tem importância nenhuma diante da Guerra que presenciamos lá", escreveu o jogador.

Antes de pegarem o trem que os afastaria do centro de Kiev, os brasileiros já sabiam da possibilidade na sexta-feira (25), mas declinaram porque não haveria segurança para o comboio de carros. Eles sairiam do hotel no sábado após a logística e segurança ficarem à cargo da Federação Ucraniana de Futebol e da UEFA, a quem Neres agradeceu nominalmente.

"Conseguimos voltar para casa, depois de dois dias e meio de muito desespero, graças ao Presidente da UEFA Aleksander Ceferin, que garantiu toda nossa fuga com segurança à cidade de Chernivtsi, ao brasileiro Junior Moraes, que em todas as reuniões que tivemos no Ópera Hotel nos auxiliou em tudo, e à Federação Ucraniana de Futebol, que nos guiou com segurança pelas estradas e lugares mais seguros no momento que conseguimos sair do hotel", contou.

O grupo de brasileiros deve começar a chegar no país amanhã (29), no começo do dia.