|
  • Bitcoin 150.085
  • Dólar 4,9314
  • Euro 5,2219
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 24/03/2022, 15:41

DIS penhora mais de R$ 15 milhões do Santos por venda de André em 2010

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 24 de março de 2022

LUCAS MUSETTI PERAZOLLI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Santos teve R$ 15.690.655,98 penhorados de suas nesta quinta-feira (24). O processo foi movido pela DIS, empresa de gerenciamento de atletas. A ação foi movida por causa da venda do atacante André ao Dínamo de Kiev (UCR), em 2010.

A DIS alega que não recebeu sua parte do negócio. À época, André foi vendido por cerca de R$ 15 milhões. A empresa tinha direito a 25%. O valor foi acrescido de multa e juros.

Esse não é o único processo da DIS contra o Santos. A empresa alega ter recebíveis também de negociações de Neymar e Paulo Henrique Ganso. O total é de aproximadamente R$ 40 milhões.

A decisão desta quinta-feira faz com que patrocinadores e parceiros do Peixe façam qualquer pagamento ao clube em juízo até o valor total da ação ser alcançado. A Pixbet, nova patrocinadora máster do Santos, não foi incluída.

Binance, Dass Nordeste Calçados e Artigos Esportivos, Sumup Instituição de Pagamento Brasil Ltda, Philco Eletrônicos S.A, Gadkin Alimentos S.A, Atb Indústria e Comércio de Adesivos Ltda, MWA Comércio de Produtos Alimentícios S.A, Ambev S.A, Globo Comunicação e Participações S.A, Confederação Brasileira de Futebol e Federação Paulista de Futebol foram notificados.

O Santos tenta reverter a decisão. Enquanto isso, negocia acordo com a DIS para encerrar esse litígio de mais de 10 anos.