|
  • Bitcoin 150.000
  • Dólar 4,9314
  • Euro 5,2150
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 18/03/2022, 08:38

Diego Costa vai de criticado a aposta de Ceni e desbanca Miranda no São Paulo

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 18 de março de 2022

BRUNNO CARVALHO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O escanteio cobrado por Reinaldo, aos 42 minutos do primeiro tempo da vitória sobre o Manaus, na quarta-feira (16), coroou mais uma exibição segura de Diego Costa. O jovem zagueiro de 22 anos vive momento de afirmação com Rogério Ceni depois de um ano em que conviveu com críticas da torcida e perdeu espaço no São Paulo.

Um dos atletas que mais entrou em campo nesta temporada, com dez jogos, Diego Costa conseguiu desbancar o veterano Miranda na disputa pela titularidade. O jovem defensor tem sido peça constante nas escalações, seja ao lado de Arboleda, Léo ou do próprio Miranda.

Diego Costa entrou na temporada com desconfiança. A expectativa era de que Arboleda e Miranda seguissem titulares, e o São Paulo procurava um zagueiro experiente para ser o primeiro reserva deles, depois que Bruno Alves foi negociado com o Grêmio.

A Covid-19, contudo, atrapalhou a preparação de Miranda, que foi poupado na estreia contra o Guarani. Diego Costa foi o escalado para fazer dupla com Arboleda. Na sequência, contra o Ituano, o equatoriano foi poupado e abriu mais um espaço para o zagueiro de 22 anos.

A partida decisiva para consolidar Diego Costa foi a seguinte. Miranda falhou em um dos gols do Red Bull Bragantino, na derrota por 4 a 3, e mostrou nível físico abaixo dos companheiros. O veterano foi para o banco de reservas e Diego e Arboleda jogaram juntos nas três partidas seguintes.

A boa fase de Diego Costa tem se refletido nos números. De acordo com o site especializado em estatísticas Footstats, ele é o líder do clube em passes e lançamentos certos, rebatidas e bloqueios, além de ser o segundo com mais desarmes na temporada.

"Ele voltou a ter mais confiança, mais oportunidades. Hoje [quarta] foi um gol merecido pelo trabalho que ele vem fazendo nos últimos jogos e tem sido um jogador importante para a gente. Acho que mudou um pouco o conceito do torcedor com ele, a gente fica feliz. É um jogador revelado na categoria de base do São Paulo e utilizá-lo dá o devido valor ao futebol que ele vem mostrando. Se ele levar a sério, continuar focado, acho que ele tem grandes chances de ter muitos minutos a mais para ajudar a gente no decorrer dos campeonatos", disse Rogério Ceni, em entrevista coletiva depois da vitória sobre o Manaus.

Cria das categorias de base do São Paulo, Diego Costa recebeu suas primeiras chances com Fernando Diniz. O treinador montou dupla de zaga com ele e com Léo, que até então era lateral-esquerdo. A ideia era ter zagueiros que ajudassem na construção de jogadas, a mesma ideia que Ceni seguiu diante do Manaus na Copa do Brasil.

"Eu lembro do Diego muito na época do Diniz, ele jogou bastante nessa função. Eu também gosto de zagueiros que têm a possibilidade de carregar bola, conduzir bola e começar a armar jogo", explicou Ceni.

Caso mantenha o nível, Diego Costa caminha para fazer sua temporada com mais jogos. Foram dez até agora. O ano com mais partidas foi em 2020, com Fernando Diniz, quando entrou em campo 30 vezes. Na última temporada, o zagueiro oscilou com Hernán Crespo e Rogério Ceni e fez 20 jogos.

O próximo compromisso do São Paulo será amanhã (19), diante do Botafogo-SP, pela última rodada da fase de grupos do Paulistão. A tendência é que Rogério Ceni altere alguns nomes na escalação pensando no jogo contra o São Bernardo, provavelmente na terça-feira (22), pelas quartas de final.