Antigo titular absoluto da Seleção Brasileira, o goleiro Dida, ex-Corinthians e atualmente jogando no Milan, da Itália, está fora dos planos da nova comissão técnica. Segundo o preparador de goleiros do Grêmio Portoalegrense e da seleção, Pedro Santili, Dida não atravessa boa fase no time italiano, onde é reserva do jovem Abiatti, e ainda enfrenta a concorrência de três goleiros em grande fase no país: Rogério Ceni (São Paulo), Bosco (Sport) e Velloso (Atlético Mineiro).
Dida já havia sido barrado pelo ex-treinador da seleção, Wanderley Luxemburgo – e também pelo seu preparador de goleiros Paulo César Gusmão – após a derrota de 3 a 0 para o Chile, em Santiago, em jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002.