Paulo Briguet
Sem conflito, não há história pra contar. Escolha o seu:
- A mulher quer assistir ao programa da Hebe na mesmíssima hora em que o marido adoraria ver Sorec x Portuguesinha. Discutem. Ele sai batendo a porta, rumo ao bar. Ela procura o telefone de um advogado, enquanto a Hebe diz que tudo é ‘‘uma graciiiinha’’. Gol da Sorec.
- O técnico não quer conversar com o jornalista: ‘‘Com você eu não falo, você é meu inimigo’’.
- Leandro fica tão emburrado quando o Flamengo perde que a Sofia, mesmo vascaína, torce para tudo dar certo na Gávea. Mas, secretamente, ela odeia fazer isso.
- A repórter coloca o microfone na boca do Luxa, interrompendo a entrevista do colega.
- Na porta do prédio, os vizinhos não se cumprimentam. ‘‘Corintiano ridículo’’, um pensa. ‘‘Palmeirense desgraçado’’, o outro diz, entre os dentes.
- Reginaldo vem cobrar a caixa de cerveja da aposta. Teodoro se recusa a pagá-la: ‘‘O pênalti foi roubado’’.
- O deputado ligado ao futebol dá um jantar para o presidente acusado de corrupção. O presidente xinga: ‘‘Imprensa marrom, imprensa de (...), imprensa canalha’’.
- O atacante do time goleado pede ao zagueiro: ‘‘Me deixa fazer um gol, por favor’’.
- Renata descobre que a amizade com Laura começou a morrer naquele Atletiba.
- O deputado esquece o crachá e mesmo assim tenta entrar no estádio sem pagar.
- O jogador que perdeu a posição sente profunda raiva, mas diz como o professor mandou: ‘‘O importante é estar no grupo e esperar uma nova oportunidade’’.
- O cartola bêbado parte para as vias de fato com o jornalista, após uma reportagem investigativa.
- Os olhos do político, apreensivos, percorrem a arquibancada em busca de faixas contrárias à sua gestão.
- No sábado, o Arnaldo do departamento pessoal vai com tudo na canela do Horácio do almoxarifado. O jogo acaba ali.
- Com duas a mais na cabeça, Juca desenterra sua lista de palavrões e grita na varanda. Elisa fica chocada. ‘‘Antes do jogo, ele parecia tão educado’’.
- O vendedor ambulante se recusa a vestir uma camiseta com o nome do secretário municipal.
- Depois da goleada, o técnico cogita vaiar as arquibancadas.
- Depois do fiasco, as arquibancadas inventam trocadilhos com o nome do técnico.
- O pai do Ademar, descontente com o juiz, dá um tiro na televisão.
- A moça sobe na cadeira para comemorar o gol do Brasil. A dona do bar esbraveja.
- O torcedor diz que o troco para o algodão doce está errado.
- O treinador diz que o seu antecessor no cargo está ‘‘senil’’. E que o velho craque não entende de futebol.
- O zagueiro do Brasil se aproxima do atacante argentino. O goleador brasileiro chega perto do beque rival.
Já escolheu a sua história – o seu conflito?
E-mail: [email protected]

R$ 191,5 MIL
A Prefeitura de Cascavel divulgou ontem prestação de contas indicando ter investido R$ 191,5 mil em reformas no Estádio Olímpico Regional e outros locais utilizados pelas equipes que disputaram o Grupo B da fase de classificação do Pré. Alguns setores, inclusive políticos, vinham exigindo relatório a respeito, com especulações de que os gastos poderiam ter sido maiores que as obras efetivamente realizadas.

A CAMINHO
O promotor especial de Defesa do Consumidor, Hélio Cardoso, disse ontem à Folha que está levantando o material necessário para requisitar a instauração de inquérito contra a Net Londrina por crime de propaganda enganosa. ‘‘ Assim que tiver todo o material, encaminharei à 10ª Subdivisão Policial de Londrina’’, disse. A Net Londrina (operadora de TV a cabo que retransmite a SporTV) utilizou o Pré-Olímpico para promover uma campanha de ampliação de assinantes e anunciou a transmissão dos jogos ao vivo. A operadora não pôde cumprir o anúncio porque o contrato assinado entre a prefeitura e a CBF proíbe a transmissão dos jogos num raio de 90 quilômetros de Londrina.

NOVO COMANDO
O presidente da Federação Colombiana de Futebol, Alvaro Fina, surpreendeu ao contratar rapidamente um novo técnico para a seleção. Luis Augusto Garcia vai substituir Javier Alvarez, que deixou o cargo após o fracasso da equipe sub-23 em Londrina. ‘‘Ele assume o cargo com todos os méritos’’, disse Fina, que estava preocupado em resolver a situação o ‘‘mais rápido possível’’. Garcia, de 54 anos, foi escolhido por unanimidade pelo comitê executivo da federação. Sua missão será levar a Colômbia ao Mundial de 2002.