|
  • Bitcoin 124.674
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 21/07/2022, 15:53

De passaporte a mimo de Neymar, Luva de Pedreiro busca pertences após briga

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 21 de julho de 2022

IGOR SIQUEIRA, BEATRIZ CESARINI E PEDRO LOPES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A ruptura com Allan Jesus significou para Iran de Santana Alves, o Luva de Pedreiro, uma missão de busca de itens pessoais que estavam com o antigo empresário. A lista recuperada teve 34 itens e foi organizada pelos novos responsáveis pela carreira do influenciador. Entre os pertences, tinha, por exemplo, um par de chuteiras dado por Neymar e até o passaporte do influenciador.

Iran esteve no Rio nesta semana, mas a "operação" aconteceu na passagem anterior dele pela cidade, já que precisava de documentos para viajar ao Marrocos com a tarefa de cumprir compromissos publicitários com a Pepsi.

As chuteiras dadas por Neymar não cabem nos pés do influenciador, mas nem por isso ele quis deixá-las para trás. No Rio também estavam outros objetos pessoais dos pais de Iran Santana Alves, Seu Vadinho e Dona Biza. O carregamento foi levado para o Recife, onde a família está morando, em uma casa de frente para a praia.

O influenciador acumulou presentes na construção meteórica da carreira de influenciador. As coisas estavam no Rio porque ele passou a ficar mais tempo na cidade do que na Bahia, onde nasceu, segundo explicou Allan Jesus em entrevistas recentes.

Além do passaporte, uma série de documentos estava com o empresário, como CPF, comprovante de vacinação e um cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Na parte do vestuário, além de peças mais casuais, diversas camisas de time foram buscadas, como as de Palmeiras, Borussia Dortmund, Sport e Tigres-MEX. Até duas luvas de MMA dadas por Rodrigo Minotauro estavam na relação.

Allan Jesus relatou nos contatos que teve com a imprensa que Luva de Pedreiro e a família estavam morando em uma casa do influenciador Victor Melo. Segundo o agora ex-empresário de Iran, havia uma negociação para fechar um contrato de aluguel. Mas a ruptura entre as partes aconteceu dias antes da assinatura do contrato.

Iran levou Allan Jesus à Justiça e tenta oficializar o rompimento do contrato sem o pagamento de multa -pelo documento, ela foi estipulada em R$ 5,2 milhões. Iran alega que não tinha entendimento ou conhecimento das cláusulas que assinou. Ele também reclamou de descumprimento de promessas por parte de Allan Jesus.

Na negociação entre os advogados das partes, Allan chegou a pedir R$ 20 milhões para fechar um acordo e encerrar a disputa judicial. O lado do influenciador negou. Ele agora tem como empresários Falcão, ex-jogador de futsal, Marcelo Seiroz, o Batata, e Mozyr Sampaio. Nesta semana, visitou a sede da CBF e esteve no jogo entre Vasco e Ituano, onde conheceu Casimiro e acompanhou a apresentação do meia-atacante Alex Teixeira.