|
  • Bitcoin 125.123
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 22/07/2022, 17:36

Cruzeiro tem ataque desgastado e acende alerta para o returno da Série B

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 22 de julho de 2022

LOHANNA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - A reta final do primeiro turno trouxe ao elenco do Cruzeiro uma queda física. Contra o CSA, nesta quarta-feira (20), Paulo Pezzolano precisou modificar bastante a equipe, preservando boa parte de suas peças importantes no estádio Rei Pelé. Uma preocupação maior, no entanto, é em relação ao ataque -setor em que o time mineiro vem sofrendo seguidas baixas. Por isso, o treinador uruguaio espera por boas notícias para enfrentar o Bahia, neste sábado (23), no Mineirão, às 16h (de Brasília), pela 20ª rodada da Série B.

Minutos antes do jogo contra os alagoanos, Rafa Silva foi cortado. Ele estava presente na escalação inicial, mas sentiu um incômodo na coxa. O jogador já havia desfalcado o Cruzeiro há algumas rodadas por um incômodo no pé. Sempre que acionado, Rafa correspondeu com um bom retorno técnico, marcando gols ou participando com assistências e, por isso, a ausência é sempre lamentada por Pezzolano e pela torcida.

"O Rafa sentiu um incômodo aquecendo. Então, não dava para começar jogando. Vamos ver como ele vai evoluir. Sabemos que ele vem de duas temporadas parado. Mas sabemos o que ele pode dar e a qualidade que tem. Todos queremos vê-lo dentro de campo, mas temos que respeitar o tempo, pois é um menino que está colocando muito o coração no dia a dia. Vamos seguir devagar, ajuda-lo, espera-lo de novo, porque a equipe precisa dele", disse o treinador após o jogo.

Outro que também sentiu a quantidade de jogos do time neste mês foi o atacante Edu. Contra os alagoanos, ele foi poupado e entrou no decorrer do segundo tempo. Artilheiro absoluto da equipe, o jogador também deu um susto no mês passado. O camisa 99 deixou a partida diante do Sport, pela 15ª rodada da Série B, com dores no joelho e no tornozelo. Até mesmo por isso, um cuidado vem sendo tomado com Edu, que ora começa e sai antes dos 90 minutos, ora inicia no banco de reservas e é acionado se necessário.

Edu e Rafa Silva não são os únicos problemas do setor, já que o Cruzeiro não conta há mais de um mês com outro nome do ataque: Jajá, que se machucou diante do Vasco, no Maracanã, em 12 de junho. Assim, o treinador terá de seguir apostando nos jovens para a posição, casos de Daniel Jr., Breno e Stênio -que retornou ao clube após atuar emprestado pelo Torino, da Itália.

Além dos jovens, Pezzolano espera contar com Bruno Rodrigues, recém-contratado pelo clube. O já foi regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, e deve aparecer na lista de relacionados pela primeira vez.

Pezzolano também poderá contar com Geovane Jesus e Zé Ivaldo, que cumpriam suspensão contra o CSA. O próprio técnico, porém, cumpre suspensão após ter recebido cartão vermelho em Maceió. Uma possível escalação inicial do Cruzeiro tem: Rafael Cabral; Zé Ivaldo (Geovane Jesus), Lucas Oliveira e Eduardo Brock; Leo Pais, Adriano, Filipe Machado, Neto Moura e Matheus Bidu; Luvannor e Daniel Jr. (Edu).

O Bahia, por sua vez, soma 34 pontos e ocupa a terceira posição. Vindo de empate por 1 a 1 contra o CRB, o time busca a vitória para garantir a vantagem no G4.

O técnico Enderson Moreira não poderá contar com Marco Antônio e Patrick, que sentiram dores na última partida e devem seguir em recuperação física. O zagueiro Ignácio recebeu o terceiro cartão amarelo, e cumpre suspensão. Uma possível escalação inicial do clube baiano tem: Danilo Fernandes; André, Didi, Luiz Otávio, Gabriel Xavier e Matheus Bahia; Rezende (Falcão), Lucas Mugni e Daniel; Raí e Matheus Davó.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Horário: Às 16h (de Brasília) deste sábado (23)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP)

VAR: Rafael Traci (SC)

Transmissão: SporTV e Premiere