DRAMA MEXICANO Coxa quer esquecer ‘fiasco’ Marcos Freitas De Curitiba Os jogadores do Coritiba que desembarcaram ontem à tarde em Curitiba vindos da frustrada excursão pelo México, estão de folga. A volta aos trabalhos acontece terça-feira. O técnico Lori Sandri terá três dias para aprontar a equipe que estréia no Campeonato Paranaense, no próximo sábado, ás 16 horas no estádio Couto Pereira. Mas o técnico Lori Sandri não terá, antes, que ’trabalhar‘ a cabeça dos jogadores que fizeram viagens desgastantes em território mexicano para as duas partidas amistosas. No primeiro, vitória por 2 a 1 frente ao Monterrey. Porém, o fiasco da segunda partida, na madrugada da última quinta-feira, certamente não será esquecido por nenhum dos jogadores que estiveram no Estádio Olímpico de Juarez. Segundo os jornais mexicanos de ontem, o que seria a festa de despedida do goleiro e ex-ídolo mexicano, El Abuelo Cruz, tranformou-se em pesadelo e por pouco não aconteceu uma tragédia no estádio. O motivo foi que o combinado de jogadores da Seleção Mexicana que juntamente com atletas do Estrellas fariam o amistoso contra o Coritiba, simplesmente não apareceram. O ex-goleiro se viu numa verdadeira ‘saia justa’ diante de mais de 15 mil torcedores. Ele esperou 20 minutos até que a torcida começou a insultá-los e invadir o campo e o reultado foram redes arrancadas, vidros dos vestiários quebrados e algumas cadeiras queimadas. Por fim El Abuelo Cruz teve que sair do estádio sob forte esquema de segurança.