|
  • Bitcoin 122.810
  • Dólar 5,0721
  • Euro 5,1719
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 25/07/2022, 22:17

Coritiba vence Cuiabá com gol de Alef Manga e se afasta da zona de degola

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 25 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Em confronto contra o rebaixamento, o Coritiba venceu o Cuiabá, nesta segunda-feira (25), por 1 a 0, no Couto Pereira, e se distanciou do Z4. O triunfo do Coxa fechou a 19ª rodada e o primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Em jogo muito disputado, mas pouco criativo, Alef Manga foi o único a balançar as redes e garantiu, com belo gol no primeiro tempo, o sexto triunfo do time de Gustavo Morinigo na competição.

A vitória em casa coloca o Coritiba na 13ª colocação no Brasileiro, com 22 pontos em 19 jogos. Por outro lado, o Cuiabá estaciona nos 20 pontos, ocupa o 16º lugar e é o primeiro time na zona de rebaixamento.

Pior visitante da competição nacional, o Coritiba tenta melhorar o retrospecto neste sábado, às 16h30 (de Brasília), contra o Goiás, na Serrinha, pela abertura da 20ª rodada.

Já o Cuiabá recebe o Fortaleza no domingo, às 18h (de Brasília), nas Arena Pantanal.

Em briga direta contra o rebaixamento, Coritiba e Cuiabá tiveram um início de jogo truncado no Couto Pereira, onde as defesas prevaleceram aos ataques. Mandante, o time paranaense iniciou a partida pressionando a saída de bola adversária e buscando brechas para abastecer seus atacantes. O time, porém, teve muitas dificuldades para criar jogadas, oferecendo pouco perigo à meta de Walter.

Já o Cuiabá explorou jogadas em velocidade, especialmente pelos lados do campo, e encontrou cada vez mais espaços no decorrer da primeira etapa. O visitante, porém, acabou parado -muitas vezes com falta— pelo sistema defensivo do Coritiba.

O Coritiba foi obrigado a queimar uma substituição aos 25 minutos do primeiro tempo. O volante Val sentiu dores na coxa minutos antes e deixou o campo para a entrada de Bruno Gomes. Além da questão muscular, o jogador já tinha recebido o cartão amarelo.

Alef Manga não desperdiçou a principal chance do primeiro tempo. Aos 39 minutos do primeiro tempo, Matheus Alexandre levantou a bola pela direita, a zaga do Cuiabá não fez o corte e o camisa 11 do Coxa mandou uma bomba de primeira e abriu o placar no Couto Pereira.

Precisando da vitória para deixar a zona de rebaixamento, o Cuiabá voltou mais agressivo para o segundo tempo. Pressionando a saída de bola para tentar pegar a defesa do Coritiba desarrumada, o time visitante aproveitou sua velocidade para chegar à área adversária, mas pecou muito na hora de finalizar.

Aos poucos, o Cuiabá foi tomando conta do jogo. Tocando a bola com liberdade desde o seu gol, os comandados de António Oliveira tiveram a liberdade para trocar passes no meio-campo, enfrentando apenas alguma marcação nos arredores da grande área. O time, porém, não soube transformar a posse em chances claras de gol. Enquanto isso, o Coritiba buscou, sem sucesso, um contra-ataque para matar a partida.

Os minutos finais do Couto Pereira foram de confusão. Igor não gostou do pedido de falta de Adrián Martínez e foi tirar satisfação com o jogador. Os demais atletas do Coritiba tomaram as dores do companheiro, iniciando um bate-boca próximo a linha lateral. Igor, do Cuiabá, Thonny Anderson e Luciano Castán, do Coxa, receberam cartão amarelo pelo tumulto.

O que seria uma vitória tranquila se transformou em um drama para o Coritiba nos minutos finais. Aos 43 minutos, Thonny Anderson foi expulso por acertar o rosto de Igor Cariús. Anderson, que havia recebido o primeiro amarelo instantes antes, recebeu nova punição pela falta e, na sequência, o vermelho.

CORITIBA

Alex Muralha; Matheus Alexandre (Natanael), Henrique, Luciano Castan, Egídio; Bernardo, Val (Bruno Gomes), Régis (Thonny Anderson); Igor Paixão, Alef Manga (Guillermo) e Léo Gamalho (Adrián Martínez). Técnico: Gustavo Morínigo

CUIABÁ

Walter; João Lucas (André), Marllon, Joaquim, Igor Cariús; Camilo, Pepe, Rafael Gava (Jonathan Cafú); Alesson (Felipe Marques), Valdívia (Pirani) e Rodriguinho (Jenison). Técnico: António Oliveira

Estádio: Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Jean Marcio dos Santos (RN)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Cartões amarelos: Val, Henrique, Matheus Alexandre e Thonny Anderson e Luciano Castán (COR); Pepê, Igor Cariús e Jenison (CUi)

Cartões vermelhos: Thonny Anderson (COR)

Gols: Alef Manga (COR), aos 39'/1ºT