O Coritiba faz hoje contra o Atlético Mineiro, às 20h30, em Belo Horizonte, mais uma tentativa de fugir da lanterna do Módulo Azul da Copa João Havelange. Sem chances de se classificar para a próxima fase, o alviverde assumiu como principal objetivo, a partir de agora, fugir da 25ª colocação, o que os jogadores consideram ‘‘fator de honra’’.
Sem vencer há sete rodadas, a equipe espera que o fato de não ter mais chances de classificação até acabe ajudando. O motivo seria uma tal tranquilidade a mais por saber que não precisa desesperadamente da vitória, até porque, sem rebaixamento, o principal problema de ficar na lanterna seria a questão moral dos jogadores. ‘‘O time até deve ficar mais tranquilo porque não temos mais chances, mas também sabemos que não há descenso’’, disse o zagueiro Luis Carlos.
O técnico Ivo Wortmann acha que uma vitória sobre o Atlético Mineiro marcaria a reação do time rumo a uma melhor colocação. Ele diz ainda acreditar numa recuperação neste torneio. ‘‘Não podemos ficar jogando bem e não vencendo para o resto da vida. A equipe precisa dos três pontos até para se recuperar moralmente.’’
O treinador espera injetar ânimo no time dando oportunidade para os jovens, pelo menos no banco de reservas. O meia Djames e o atacante Gélson, que estão no grupo mas não vinham sendo aproveitados, ficam no banco e até poderão entrar durante o jogo. ‘‘Precisamos fazer uma avaliação melhor de todos os atletas para que sabermos com quem poderemos contar no ano que vem’’, disse Ivo.
A equipe entra em campo hoje com uma nova formação no ataque. Sem Cris e Marquinhos, que estão contundidos, o treinador colocará Da Silva e Robert para atuarem juntos. ‘‘Acho que vai dar certo porque o Robert é o jogador de referência na área, o que está faltando aqui no Coritiba’’, observa o treinador.
Os atletas vêem boa possibilidade da dupla dar certo. Segundo Da Silva, com Robert haverá sempre uma referência para as suas jogadas ofensivas. ‘‘Com o Marquinhos não vinha dando certo porque jogamos de forma igual, bem abertos, e isso dificultava para mim e para ele na hora de tentar uma tabela, por exemplo. Espero que com o Robert não surja essa dificuldade, apesar de não estarmos tão entrosados assim.’’