|
  • Bitcoin 146.159
  • Dólar 4,7976
  • Euro 5,1185
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 20/03/2022, 18:25

Corinthians vence Novorizontino e segue na briga pela segunda melhor campanha

PUBLICAÇÃO
domingo, 20 de março de 2022

BRUNNO CARVALHO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O time reserva do Corinthians teve dificuldades, mas conseguiu sair de Novo Horizonte com uma vitória por 1 a 0 sobre o Novorizontino, neste domingo (20), pela última rodada da fase de grupos do Paulista. O gol marcado por Róger Guedes, que começou no banco de reservas, manteve o time de Vítor Pereira na briga pela segunda campanha geral da competição.

A posição é importante para a definição de mando de campo em uma possível semifinal. O Corinthians tem 23 pontos, a mesma pontuação do São Paulo, que tem dois gols a menos de saldo. Como a pontuação das quartas de final segue valendo para a disputa geral, o time do Morumbi ainda pode ultrapassar o rival e jogar em casa no caso de os dois avançarem para a semifinal. Para isso, o São Paulo precisaria vencer o São Bernardo e torcer para ou o Corinthians vencer o Guarani por três gols a menos de vantagem ou se classificar na disputa de pênaltis.

As quartas de final acontecerão ao longo da semana. Na terça-feira (22), o São Paulo recebe o São Bernardo, às 20h30 (de Brasília), no Morumbi. Já o Corinthians entrará em campo na quinta-feira (24), contra o Guarani, às 19h (de Brasília), na Neo Química Arena. Os outros dois confrontos serão realizados na quarta-feira, entre Palmeiras e Ituano e Red Bull Bragantino e Santo André.

O Corinthians sentiu o desentrosamento de seus reservas. Mesmo ficando com a bola praticamente o primeiro tempo inteiro, o time de Vítor Pereira pouco conseguiu criar. Dos atletas que têm tido espaço com o treinador português, apenas Cássio e Gustavo Mosquito começaram jogando.

Os 78% de posse de bola que encerraram o primeiro tempo foram quase sempre na linha defensiva. A bola circulava entre Fabio Santos, Raul, Robson Bambu e João Pedro e poucas vezes virava chances claras de gol.

Lá na frente, Adson se movimentava constantemente para tentar dar opções aos jogadores corintianos. Pela ponta, Mosquito era quem mais tentava. Foi dele a grande chance no primeiro tempo, aos 17 minutos, quando avançou pela lateral, cortou para o meio e chutou forte para a defesa de Giovanni.

Mesmo sem nenhuma pretensão na competição, o Novorizontino adotou uma postura defensiva diante do Corinthians. Os donos da casa entregaram a bola ao rival e apostaram nos contra-ataques.

Diante de um Corinthians desentrosado, as chances apareceram em erros individuais. Ainda no primeiro tempo, o Novorizontino teve duas chances claras com Lucas Mendes e Rômulo, mas não conseguiu converter em gol.

A estratégia permaneceu no segundo tempo. Com apenas 15 minutos, o Novorizontino já havia criado duas chances aproveitando buracos na defesa corintiana. Na primeira, Cléo Silva finalizou por cima do gol de Cássio. Depois, Rômulo arriscou de fora da área e o goleiro alvinegro caiu para encaixar.

O fraco desempenho no primeiro tempo fez com que Vítor Pereira decidisse mudar logo no intervalo. Róger Guedes foi a campo no lugar de Roni, mudando a disposição tática da equipe.

A atuação seguiu morna, mas o Corinthians conseguiu abrir o placar. Após cobrança de escanteio, Léo Baiano desviou no primeiro pau e Róger Guedes, livre na segunda trave, apenas completou para abrir o placar para o alvinegro, aos 15 minutos.

Antes mesmo de a bola entrar, o técnico português já havia posicionado suas outras três estrelas na beirada do gramado para entrarem no jogo. Após o gol, Willian substituiu Mosquito, Paulinho entrou no lugar de Adson e Renato Augusto assumiu a vaga de João Pedro, deixando o Corinthians em um 3-4-3.

As trocas qualificaram o Corinthians, mas foi o Novorizontino que começou a incomodar. Aos 29 minutos, Rômulo apareceu na área para aproveitar cruzamento de Reverson e acertou o travessão de Cássio. Dois minutos mais tarde, Danielzinho chutou da entrada da área, e Cássio se esticou para mandar para escanteio.

A decisão de Vítor Pereira de escalar um time quase todo reserva para enfrentar o Novorizontino permitiu que Robson Bambu fizesse sua estreia pelo Corinthians. O zagueiro foi emprestado pelo Nice, da França, e havia ficado no banco de reservas contra Botafogo-SP, São Paulo, Ponte Preta e Palmeiras.

Bambu é alvo de investigação sobre um suposto estupro de vulnerável a uma mulher de 25 anos. O caso segue com a Polícia Civil, que emitirá um parecer ao Ministério Público pedindo ou não para que o jogador seja denunciado.

NOVORIZONTINO

Giovanni; Lucas Mendes, Walber, João Barba e Reverson; Léo Baiano, Guilherme Matos (Adilson Goiano), Danielzinho e Rômulo (Chrigor); Cléo Silva (Léo Tocantins) e Douglas Baggio (Welinton). T.: Allan Aal.

CORINTHIANS

Cássio, João Pedro (Renato Augusto), Robson Bambu, Raul Gustavo e Fábio Santos; Cantillo, Roni (Róger Guedes) e Giuliano; Adson (Paulinho), Gustavo Silva (Willian) e Mantuan (João Victor). T.: Vitor Pereira.

Estádio: Jorge Biase, Novo Horizonte (SP)

Árbitro: Thiago Lourenço de Mattos

Assistentes: Vladimir Nunes da Silva e Robson Ferreira Oliveira

VAR: Danilo da Silva

Cartões amarelos: Lucas Mendes (NOV); Raul Gustavo (COR)

Gol: Róger Guedes (COR), aos 15'/1ºT