|
  • Bitcoin 121.439
  • Dólar 5,0555
  • Euro 5,2186
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 06/07/2022, 17:33

Corinthians pode ter seis lesionados de volta até as quartas da Libertadores

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 06 de julho de 2022

ARTHUR SANDES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Classificado às quartas de final da Libertadores após vitória nos pênaltis sobre o Boca Juniors, nesta terça-feira (5), o Corinthians agora tem um mês para tratar seus lesionados até voltar a campo pela competição. A próxima fase está marcada para as duas primeiras semanas de agosto, e até lá o time alvinegro tenta recuperar alguns de seus principais jogadores.

O desfalque mais perto de voltar é Adson, que nos últimos dias testou positivo para Covid-19, mas não tem sintomas graves e deve voltar contra Flamengo ou Santos, no domingo (10) ou na quarta-feira (13), respectivamente pelo Campeonato Brasileiro e pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Gustavo Mosquito, por sua vez, tem perdido jogos por problemas diversos. Ele emendou um caso de Covid-19 com uma tendinite, e foi cortado de jogos recentes porque o medicamento que tomou para tratar a lesão poderia dar positivo no exame antidoping. É improvável que os problemas durem tanto a ponto de tirá-lo da próxima fase da Libertadores.

Willian trata uma subluxação no ombro direito e deve perder até cinco jogos. Ele chegou a ser cogitado em campo na Bombonera, mas ainda sentia dores demais no local e acabou ficando apenas no banco de reservas. O UOL Esporte apurou nesta semana que o camisa 10 sente dores até para dormir, e as condições são ainda piores na movimentação, ainda mais para correr. Se tudo der certo, no entanto, o meia volta a jogar ainda neste mês.

Renato Augusto, por sua vez, perdeu nesta terça o quinto jogo consecutivo por causa de um desconforto na panturrilha, segundo informação oficial do Corinthians. Se o problema é mesmo um desconforto -e não uma lesão, o que seria mais grave-, é de se esperar que o camisa 8 retome as condições de jogo em breve e, daqui a um mês, possa reforçar o Corinthians nas quartas de final.

Já os casos de Fagner e Júnior Moraes ainda precisam ser tratados com mais calma. O lateral teve lesão no músculo posterior da coxa direita no jogo de ida contra o Boca Juniors e deve ter algumas semanas de tratamento pela frente. O atacante torceu o tornozelo esquerdo contra o Fluminense, há quatro dias, e ainda não tem prognóstico para retorno. Casos como o de Júnior Moraes tendem a ser resolvidos rapidamente, mas o próprio Fagner recentemente precisou tratar uma entorse por 45 dias.

A situação de Maycon é diferente. Ele está parado há 30 dias por um problema no músculo adutor da coxa direita. Se tudo der certo, pode estar curado em duas semanas. No entanto, este prazo pode aumentar a depender da evolução do jogador, e é cedo demais para projetar seu retorno.

Paulinho é o único lesionado do Corinthians que não joga mais neste ano. O volante sofreu um rompimento no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, passou por cirurgia e só deve voltar na temporada que vem.

YURI ALBERTO É O GRANDE REFORÇO

Contratado por empréstimo junto ao Zenit (RUS), o atacante deve ser a grande novidade do Corinthians na próxima fase da Libertadores. Ele não pôde ser usado nas oitavas porque chegou depois do prazo de inscrição, mas pode estrear a partir do dia 18 e assim estar à disposição de Vítor Pereira em agosto.

DOIS TITULARES DEIXAM O CLUBE

Por outro lado, o Corinthians já perdeu dois jogadores importantes nesta janela de transferências: João Victor foi vendido ao Benfica, e Gustavo Mantuan foi envolvido no negócio com o Zenit. Ambos precisaram ser substituídos no jogo de ontem após sentirem dores.

O zagueiro fez seu jogo de despedida na Bombonera e viaja a Portugal entre hoje e amanhã para assinar o novo contrato. Mantuan, por sua vez, deve continuar no Corinthians por mais uma semana e, aí sim, rumar à Rússia para se apresentar ao novo clube -o mesmo vale para o goleiro Ivan.