PAULISTÃO Corinthians enfrenta o Mogi Arquivo FolhaEdilson foi criticado por estar machucado e ter pulado carnaval na Bahia Agência Estado De São Paulo Após uma semana tumultuada, o Corinthians vai buscar paz em Mogi-Mirim hoje, às 16 horas, contra a equipe local na segunda rodada da segunda fase do Campeonato Paulista. Vários foram os distúrbios desde o Carnaval. O atacante Luizão rebateu as críticas que recebeu da torcida no jogo contra a Internacional de Limeira. O técnico Oswaldo de Oliveira, por diversas vezes, perdeu o controle e criticou, principalmente, o trabalho dos jornalistas no caso Marcelinho. As críticas do médico Joaquim Grava à ‘‘falta de responsabilidade’’ do atacante Edílson, que, recuperando-se de contusão, brincou o Carnaval em Salvador. Além da discussão envolvendo a utilização do Pacaembu para as partidas do time na competição regional. O clima ‘‘pesado’’ e a sequência difícil de jogos – Olímpia, no Paraguai, pela Taça Libertadores, na terça-feira; clássico com o Santos, dia 19 – faz Oswaldo fazer uma previsão pessimista. ‘‘Dificilmente vamos sair ilesos nesta semana.’’ O treinador tem duas dúvidas para escalar a equipe. Edu, que sofreu entorse no tornozelo direito, treinou normalmente ontem, mas, segundo Oswaldo, ‘‘só estará em campo, se estiver 100%’’. O lateral Daniel, com dores no ouvido, pode ser substituído por Marcos Sena. Edílson está com uma contusão na mão esquerda, mas, segundo os médicos, poderá atuar normalmente. O Mogi Mirim corre atrás da reabilitação. Na primeira partida da segunda fase, quarta-feira, o time dirigido pelo técnico Rubens Fantato resistiu o quanto pôde, mas acabou perdendo para a Ponte Preta por 1 a 0, em Campinas.