|
  • Bitcoin 102.616
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 15/06/2022, 23:54

Corinthians empata com Athletico-PR e desperdiça chance de voltar à liderança

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 15 de junho de 2022

YAGO RUDÁ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Na noite desta quarta-feira (15), o Corinthians desperdiçou a oportunidade de reassumir a liderança do Campeonato Brasileiro —mesmo que provisoriamente. Na Arena da Baixada, o time alvinegro mediu forças com o Athletico-PR, saiu na frente com gol de falta de Róger Guedes, mas perdeu a cabeça no segundo tempo, com uma expulsão e um pênalti, e cedeu o empate por 1 a 1.

O Corinthians saiu na frente nos minutos iniciais do confronto e passou a ter o domínio do jogo. Na etapa final, o Athletico equilibrou as forças e, depois das expulsões de Roni e Hugo Moura por desentendimento em campo, roubou o protagonismo e se aproveitou da falta de experiência dos atletas mais jovens do adversário para arrancar a igualdade em casa.

Com o resultado, o Corinthians chega aos 22 pontos —mesma pontuação do líder Palmeiras— e se mantém na vice-liderança. O Athletico-PR somou seu 18º ponto na tabela e entrou no G4, posição que pode ser perdida ainda nesta rodada.

Os três primeiros minutos foram de completa pressão do Athletico-PR na partida. Postado com os dez jogadores de linha no campo de ataque, o time paranaense criou uma chance clara de gol e não deixou a defesa do Corinthians sair jogando com tranquilidade.

Na primeira vez em que o Corinthians conseguiu ultrapassar a linha do meio de campo, o meia Willian foi derrubado e o árbitro marcou falta há 30 metros do gol. Na cobrança, Róger Guedes calibrou bem a pontaria com o pé direito e bateu de curva para acertar o ângulo, vencer o goleiro Bento e colocar o time alvinegro em vantagem na Arena da Baixada.

O gol nos primeiros minutos do jogo acabou com a blitz do Athletico-PR e deu ao Corinthians a possibilidade de esfriar a partida, trocando passes no meio de campo. O time paulista chegou a ter quase 65% de posse ao longo do primeiro tempo, porém sem nem uma grande chance de gol sequer. Por sua vez, o Athletico-PR perdeu a empolgação dos minutos finais e, embora tenha conseguido encaixar alguns ataques pelo lado esquerdo, não ofereceu tanto perigo a Cássio.

O retorno do intervalo foi marcado por mudanças táticas de ambas as equipes. Pelo lado do Athletico-PR, Felipão sacou Matheus Fernandes e mandou Léo Cittadini a campo, com a ideia de voltar a ter a posse da bola no meio de campo. Pelo Corinthians, Vítor Pereira sacou o meia-atacante Adson e colocou Rafael Ramos na lateral direita, liberando Mantuan para o ataque após um primeiro tempo de improvisação no sistema defensivo.

O início do segundo tempo foi marcado por equilíbrio entre as equipes, situação alterada após a entrada de Vitor Roque em campo. Contratação mais cara da história do Athletico, o atacante deu muito trabalho aos defensores corintianos e, por consequência, fez a equipe paulista recuar em seu campo de defesa e adotar uma estratégia focada no contra-ataque.

Aos 25 minutos do segundo tempo, o corintiano Du Queiroz e o athleticano Vitinho começaram a bater boca no meio de campo. O volante Roni foi defender seu companheiro, e Hugo Moura fez o mesmo. A dupla começou a trocar empurrões, encostaram as cabeças nos xingamentos e acabaram recebendo o cartão vermelho.

As expulsões mudaram o clima do jogo e deixaram os atletas mais nervosos em campo. Neste cenário, o zagueiro Raul Gustavo saiu para marcar Vitor Roque e o empurrou pelas costas dentro da área. A princípio, o árbitro Leandro Pedro Vuaden marcou falta fora da área, mas o VAR corrigiu a decisão, O jogador do time paranaense estava de costas para o gol e na faixa lateral, apresentando pouco perigo ao gol do time alvinegro. Na cobrança, Terans bateu rasteiro e empatou o jogo em Curitiba.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Athletico-PR tem o clássico com o Coritiba. O confronto entre os paranaenses acontece no domingo (19), às 16h (de Brasília), no Couto Pereira.

No mesmo dia e também no mesmo horário, o Corinthians mede forças com o Goiás, na Neo Química Arena, em confronto válido pela 12ª rodada da Série A.

AHTLETICO-PR

Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nico e Abner; Matheus Fernandes (Léo Cittadini), Hugo Moura e David Terans (Erick); Marcelo Cirino (Matheus Babi), Tomás Cuello (Vitinho) e Pablo (Vitor Roque). T.: Felipão.

CORINTHIANS

Cássio; Gustavo Mantuan, Gil, Raul Gustavo e Lucas Piton; Du Queiroz, Cantillo (Roni) e Giuliano (Renato Augusto); Adson (Rafael Ramos), Willian (Fábio Santos) e Róger Guedes (Wesley). T.: Vítor Pereira.

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos: David Terans e Abner (ATH); Rafael Ramos e Róger Guedes (COR)

Cartões vermelhos: Hugo Moura (ATH); Roni (COR)

Gols: Róger Guedes (COR), aos 4'/1º tempo; Terans (ATH), aos 34'/2ºT.