Paulistão -

Corinthians e Palmeiras lutam por final sem sustos

Precavidos após as eliminações de São Paulo e Santos, rivais enfrentam Mirassol e Ponte Preta no domingo em busca de uma vaga na decisão

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

Atentos às zebras promovidos por seus adversários nas quartas de final, Corinthians e Palmeiras disputam neste domingo (2) jogos decisivos que podem levá-los a decidir o Paulistão pelo segundo ano seguido. O Timão abre os confrontos da semifinal recebendo o Mirassol às 16h na Arena Corinthians, enquanto o Verdão joga em seguida, às 19, diante da Ponte Preta, no Allianz Parque. As duas equipes do interior paulista chegam com moral elevado após eliminarem São Paulo e Santos, respectivamente. As duas semifinais ocorrerão em jogos únicos, com portões fechados. Em caso de empate no tempo normal, a definição dos finalistas ocorrerá nos pênaltis.



Ederson abriu o caminho da vitória do Corinthians sobre o Bragantino
Ederson abriu o caminho da vitória do Corinthians sobre o Bragantino | Rodrigo Corsi/FPF/Fotos Públicas
 

Após despachar o Red Bull Bragantino, time de melhor campanha do Paulistão, nas quartas de final, o Corinthians prega cautela para o confronto com o Mirassol, que eliminou o São Paulo em pleno Morumbi. 




Em entrevista ao SporTV na sexta-feira (31), o meia Ramiro citou justamente a vitória do time do interior sobre o Tricolor e pediu cuidado. "Da mesma forma que eles conseguiram desclassificar o São Paulo, eles podem fazer um grande jogo contra a gente também. A gente vai a campo para procurar fazer um bom jogo e, dentro das quatro linhas, garantir essa classificação", apontou o corintiano. 


O técnico Tiago Nunes ganhou uma opção a mais para o jogo decisivo. O clube conseguiu registrar a prorrogação de empréstimo do meia Victor Cantillo e o jogador pode aparecer ao lado de Ederson entre os titulares. Esta é a única dúvida do treinador, que vai manter Jô como titular. O atacante reestreou na última partida e marcou o segundo gol contra o Bragantino. 


O Timão deve ir a campo com Cássio; Fagner, Danilo Avelar, Gil e Carlos Augusto. Gabriel, Ederson, Ramires (Cantillo), Mateus Vital e Luan; Jô.

 

Palmeiras

O Palmeiras quer evitar os sustos e a angústia das quartas de final no confronto deste domingo (2) diante da Ponte Preta pela semifinal. Na fase anterior, o Verdão passou pelo Santo André por 2 a 0. Mas não foi uma vitória tranquila. O time do ABC criou muitos problemas ao Alviverde e os gols da vitória saíram somente após os 40 minutos do segundo tempo. 

Raphael Veiga é uma das apostas do Palmeiras para o jogo decisivo contra a Ponte Preta
Raphael Veiga é uma das apostas do Palmeiras para o jogo decisivo contra a Ponte Preta | Cesar Greco/Palmeiras
 

Treinador no último título paulista do Palmeiras, em 2008, o técnico Vanderlei Luxemburgo pode alcançar mais uma marca importante na história do clube. Em caso de vitória, o treinador vai se igualar a Luiz Felipe Scolari como o segundo treinador com mais vitórias pelo Verdão. Luxa soma 236 triunfos no comando do time, um a menos que Felipão. O recordista no clube é Oswaldo Brandão, com 342 vitórias. 


Em relação à formação, o atacante Rony é dúvida. Substituído no intervalo da última partida, o jogador faz tratamento intensivo para se recuperar de uma entorse no tornozelo direito. Caso não jogue, Rony deve ser substituído por Gustavo Scarpa.


O Palmeiras deve ir a campo com: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Patrick de Paula, Bruno Henrique, Lucas Lima, Raphael Veiga e Rony (Gustavo Scarpa); Willian.




Grande surpresa da fase de mata-mata, a Ponte Preta chega com a confiança lá em cima depois de eliminar o Santos em plena Vila Belmiro por 3 a 1, de virada. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo