LIBERTADORES Corinthians busca a primeira vitória Equipe, que estreou mal perdendo por 2 a 0 para o América do México, espera recuperar o tempo perdido em cima do LDU Arquivo FolhaO meia Marcelinho, capitão do time, é um dos destaques do Corinthians contra o LDU Agência Estado De São Paulo O técnico Oswaldo de Oliveira considera a partida de hoje, às 21h40, no Pacaembu, pela Taça Libertadores, contra a Liga Deportiva Universitaria (LDU), do Equador, como a estréia do Corinthians na temporada 2000. As duas semanas de treinamento entre o primeiro jogo na principal competição sul-americana, derrota para o América do México, por 2 a 0, e a partida de hoje à noite foram consideradas ‘‘bastante satisfatórias’’ pelo treinador corintiano. ‘‘A expectativa é das melhores; o time só ficará totalmente pronto dentro de 40 dias, mas já será possível perceber uma grande melhora do grupo’’, afirmou Oswaldo, que ganhou um desfalque ontem à tarde. O atacante Edílson, com dores musculares, foi submetido a uma ressonância magnética e vetado pelos médicos do clube. ‘‘Esta contusão vem desde o Mundial; ele (Edílson) parava de sentir as dores quando aquecia, então resolvemos fazer um exame para saber o grau da contusão’’, disse Oswaldo de Oliveira, que escalou Dinei para fazer dupla com Luizão no ataque corintiano. O outro desfalque do time será o lateral-direito Índio, que está com tendinite no tornozelo direito. Ele será substituído por Daniel. Edu será o parceiro de Vampeta no meio-de-campo. Dida não participou dos dois coletivos que a equipe realizou na concentração em Atibaia, mas tem sua escalação garantida. Com relação ao time que perdeu no México na primeira partida, o meia Ricardinho e o lateral-esquerdo Kléber são as novidades. A vitória do Olímpia, por 3 a 1, sobre o América do México, quarta-feira, em Assunção, não agradou ao técnico corintiano. ‘‘Preferia o empate’’, disse o treinador, que consolou-se com o fato de ainda ter duas partidas contra a equipe paraguaia. ‘‘E temos a vantagem de conhecer um pouco mais o Olimpia, pois sempre estamos nos enfrentando em competições sul-americanas’’, disse o treinador. A Liga Deportiva Universitária, que já participou dez vezes da Taça Libertadores da América, aposta nos colombianos Escobar, Cordova e Cardona para surpreender o Corinthians. O atacante Cordova, que esteve presente na goleada do Brasil diante da Colômbia no Pré-Olímpico por 9 a 0, é o grande ídolo da torcida. Cordova para o meio-de-campo na tentativa de ocupar os espaços. NO PACAEMBU Corinthians Dida; Daniel, Fábio Luciano, Adílson e Kléber; Vampeta, Edu, Ricardinho e Marcelinho; Luizão e Dinei. Técnico: Oswaldo de Oliveira LDU Espinosa; De La Cruz, Jácome, Capurro e Reasco; González, Obregón, Cardona e Escobar; Córdoba e Salas. Técnico: Manuel Pellegrini Árbitro: Ricardo Grance (PAR) Estádio: Pacaembu, em São Paulo Horário: 21h40