|
  • Bitcoin 124.566
  • Dólar 5,0932
  • Euro 5,2623
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 01/03/2022, 10:18

Corinthians aciona patrocinador do time feminino por dívida de R$ 484 mil

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 01 de março de 2022

THIAGO BRAGA E YAGI RUDÁ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - Tricampeão brasileiro e tricampeão da Libertadores, o time feminino do Corinthians se notabilizou nos últimos anos como a melhor equipe do país e da América do Sul. Por conta dos títulos e da notoriedade, o clube assinou no ano passado contrato de patrocínio com a Tellvoip group, uma empresa de tecnologia, que passou a estampar a barra frontal da camisa do time.

Porém, pouco mais de um ano após o acerto, o Corinthians entrou na Justiça cobrando R$ 484 mil que não foram pagos.

Pelo acordo assinado em janeiro de 2021, a empresa se comprometeu a pagar 12 parcelas de R$ 50 mil, todo dia 20 de cada mês, até dezembro do ano passado, totalizando R$ 600 mil.

Em 26 de julho de 2021, o Corinthians notificou a Tellvoip pela primeira vez, cobrando parcelas atrasadas de abril a julho de 2021, no valor de R$ 200 mil, mais juros e correção.

O Timão então recebeu uma contraproposta da empresa: pagariam os R$ 450 mil referentes ao débito que estava em aberto, além das parcelas de agosto a dezembro de 2021. Isso seria dividido em uma parcela de R$ 50 mil, em 20 de agosto, e mais quatro parcelas de R$ 100 mil, de setembro a dezembro de 2021.

Em outubro o Corinthians rescindiu o patrocínio e fez uma nova notificação cobrando R$ 147 mil atrasados e mais R$ 300 mil, a título de multa, que estava prevista no contrato. O alvinegro também cobrou juros e correção monetária, o que elevou a dívida total para R$ 484,3 mil.

Em contato com a reportagem, o presidente da TellVoip admitiu o débito e prometeu resolver a questão o mais rápido possível. "Meu advogado já está cuidando disso. Vamos fazer um acordo, ainda este mês", afirmou o dono da empresa Flávio Ferrari, ao UOL Esporte.