|
  • Bitcoin 120.370
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 29/07/2022, 17:16

Corinthians acende alerta e busca reafirmar trio de ataque contra o Botafogo

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 29 de julho de 2022

ARTHUR SANDES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A derrota por 2 a 0 do Corinthians para o Atlético-GO, na noite desta quarta-feira (27), dá muito o que pensar para Vítor Pereira. O técnico não escondeu a irritação com o que viu em campo e agora tem que encontrar um jeito de fazer seu trio de ataque funcionar -e ajudar a marcar. Mesmo com o elenco quase completo à disposição, as estrelas desapareceram, e a empolgação virou preocupação para as três decisões que vêm pela frente.

A missão de Vítor Pereira agora é retomar a postura que ele tanto exaltou nas últimas semanas: "o espírito do Corinthians", como ele diz, que marcou os jogos contra Boca Juniors, Flamengo e Atlético-MG. Agora, o Corinthians se prepara para começar o segundo turno do Brasileiro recebendo o Botafogo neste sábado (30), na Neo Química Arena, tentando apagar a má impressão deixada contra o Atlético-GO e dando razões para acreditar em desempenho melhor nas três semanas de mata-mata que estão por vir.

O diagnóstico do técnico em Goiânia foi soberba. "Jogamos de barriga cheia", admitiu na entrevista coletiva, deixando claro que a única forma de reverter a desvantagem na Copa do Brasil é com "faca na boca, sendo agressivos, jogando com fome".

Antes de rever o Atlético-GO daqui a três semanas, porém, o Corinthians tem dois jogos de mata-mata importantes: ambos contra o Flamengo, pelas quartas de final da Libertadores -e antes disso, e encontro com o Botafogo neste sábado. A julgar pelo descontentamento de Vítor Pereira, não é só a atitude que precisa mudar.

O Corinthians vinha de resultados importantes e alguma empolgação por seguir na disputa de três títulos, tinha elenco praticamente inteiro à disposição em Goiânia e pôde levar ao jogo até o reforço Fausto Vera. Pereira tinha dito há três dias que "a tendência é melhorar a qualidade, porque agora temos soluções". Portanto, a visita ao Atlético-GO poderia ser o primeiro passo de uma nova fase, talvez de estilo mais ofensivo e sem a retranca que marcou as classificações anteriores no mata-mata. Era esta a promessa, mas o campo contou outra história.

No jogo que poderia confirmar o bom momento do Corinthians, as soluções parecem ter virado problema. A experiência com Cantillo, Du Queiroz e Maycon no meio-campo deu errado; Willian e Róger Guedes não funcionaram; e Yuri Alberto até tentou brigar com a defesa adversária, mas não arrumou nada. Em que pese as circunstâncias diferentes, na prática, o time jogou melhor quando vivia cheio de desfalques.

A dúvida é se o treinador vai insistir nestes três atacantes, o que seria uma guinada inédita na filosofia do Corinthians de Vítor Pereira. Nos últimos meses o time teve sucesso muito por causa da aplicação tática, o que quase sempre incluiu um ponta (ou meia) que ajudasse a marcar pelo lado do campo. Até agora, e o jogo desta quarta-feira foi ilustrativo, nem Willian, nem Róger Guedes, nem Yuri mostraram condições de fazer o mesmo.

Para a partida deste sábado, o técnico não poderá contar com o zagueiro Raul Gustavo, que se recupera de um edema na coxa direita. Pereira também pode optar por poupar alguns dos titulares, pensando no primeiro confronto contra o Flamengo pela Libertadores, na terça-feira (2). Dessa forma, uma possível escalação inicial do Corinthians tem: Cássio; Rafael Ramos (Bruno Melo ou Fagner), Bruno Méndez, Balbuena e Lucas Piton; Fausto Vera, Roni e Giuliano (Cantillo); Adson, Róger Guedes e Giovane.

Do lado visitante, o Botafogo entra no segundo turno em 11º lugar, com 24 pontos. Vindo de vitória contra o Athletico-PR na última rodada, o time alvinegro carioca busca o segundo triunfo consecutivo para pode se aproximar da parte de cima da tabela.

O técnico Luís Castro ainda não poderá contar com Victor Sá, Victor Cuesta, Joel Carli e Rafael, que seguem em recuperação antes de voltar ao campo. No entanto, o técnico terá como opção o recém-contratado Adryelson -apresentado na terça-feira (26), o zagueiro está entre os relacionados, e deve começar a partida no banco. Portanto, uma possível escalação inicial do Botafogo tem: Gatito; Daniel Borges (Saravia), Kanu, Philipe Sampaio e Marçal; Tchê Tchê, Eduardo e Lucas Fernandes (Patrick de Paula); Jeffinho, Erison (Matheus Nascimento) e Lucas Piazon.

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)

Horário: ÀS 19h (de Brasília) deste sábado (30)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Transmissão: Premiere