O novo coordenador técnico da seleção brasileira, Antônio Lopes, continuará como treinador do Atlético Paranaense até o final da Copa João Havelange. A diretoria atleticana concorda em ter que dividir o tempo de Lopes e espera benefícios, como a convocação de algum jogador na primeira partida das Eliminatórias da Copa do Mundo.
A permanência de Lopes foi confirmada ontem de manhã durante uma coletiva, em sua residência no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro. ‘‘Vou cumprir o meu compromisso com o Atlético até o final da João Havelange. Nesse intervalo eu acumulo as funções de coordenador técnico da seleção. Está tudo acertado com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Claro, se a diretoria do clube paranaense concordar...’’
Na visão dos dirigentes do rubro-negro, que foram pegos de surpresa pelo convite da CBF a Lopes, é interessante ter no comando técnico da equipe o coordenador da seleção. ‘‘Abre possibilidade para que jogadores atleticanos sejam convocados’’, afirma Antônio Carletto, que ontem se reuniu em Florianópolis com os dirigentes Valmor Zimermann e o diretor de marketing, Mário Celso Petraglia, para definir a situação do técnico.
Antônio Lopes viajou para o Rio na sexta-feira para rever seus familiares, já que a equipe paranaense folgou neste final de semana. No sábado de manhã se reuniu com Teixeira para acertar seu contrato.
Lopes deve chegar ao Centro de Treinamentos do Caju, em Umbará, nesta segunda-feira, pela manhã, para retomar os trabalhos visando a partida contra o Fluminense, na quarta-feira, às 22h, no Estádio Joaquim Américo.