|
  • Bitcoin 144.507
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1549
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 26/04/2022, 23:45

Com retorno de Edu, Cruzeiro bate o Londrina e figura no G4 pela 1ª vez

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 26 de abril de 2022

LOHANNA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Cruzeiro teve que ser insistente para voltar a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe celeste bateu o Londrina, nesta terça-feira (26), por 1 a 0, no Mineirão, pela quarta rodada da competição. O gol foi marcado por Luvannor, aos 20 minutos do segundo tempo, depois de o time de Paulo Pezzolano sofrer bastante com a postura defensiva dos paranaenses.

Com o resultado, o Cruzeiro chega aos sete pontos e figura pela primeira vez no G4 do Brasileiro desde 2020, quando disputou a Série B pela primeira vez. No entanto, o time celeste pode perder a posição dependendo dos resultados dos jogos que vão complementar a rodada nesta quarta-feira (27).

O Cruzeiro volta a campo no próximo sábado (30), diante da Chapecoense, na Arena Condá, às 19h (de Brasília). Já o Londrina recebe o Vila Nova, na sexta (29), às 19h, no estádio do Café.

O Cruzeiro dominou as principais ações da primeira etapa, enquanto o Londrina tentava sair nos contra-ataques, mas sem muito sucesso até a metade do tempo. Logo aos quatro minutos, Luvannor tentou cabecear e bola passou à esquerda de Matheus Nogueira. Aos 21, Caprini bateu falta e Rafael fez a defesa. Neto Moura bateu bem de fora da área, aos 40, e exigiu a intervenção de Matheus. Tudo igual no primeiro tempo.

O Cruzeiro foi todo para cima do Londrina no segundo tempo. Aos seis minutos, Daniel mandou um chute forte no travessão. O Londrina chegou a marcar, com Douglas Coutinho, aos 12, mas o jogador estava em posição irregular. A pressão seguiu, e Brock também exigiu uma defesa de Matheus Nogueira. O goleiro ia bem até que aos 20, ele tentou sair jogando, mas falhou. Luvannor roubou, passou para Edu, que devolveu no atacante que marcou seu primeiro gol com a camisa celeste. O Cruzeiro seguiu pressionando, mas a partida terminou no 1 a 0.

O técnico Paulo Pezzolano surpreendeu na escalação do Cruzeiro e armou o time com três zagueiros. Com o esquema, Rafael Santos e Leonardo Pais tiveram mais liberdade pelos lados do campo na hora de tentar municiar os atacantes, principalmente pelo lado esquerdo. A formação durou até a segunda etapa, quando o treinador tirou Eduardo Brock para a entrada de Edu e colocou Geovane na lateral direita e Bidu na vaga de Rafael Santos. Assim, ele formatou a linha defensiva com Geovane, Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Matheus Bidu.

Oitavo técnico que mais comandou o Cruzeiro na história, Adilson Batista reencontrou a equipe celeste como adversário nesta noite. Atualmente à frente do Londrina, Adilson foi treinador que comandou o Cruzeiro nos dois últimos jogos em 2019 -ano em que a equipe foi rebaixada para a Série B. Em 2020, o treinador iniciou o projeto de reconstrução do clube, mas foi demitido após 12 partidas naquele ano.

Em seu segundo jogo com a camisa do Cruzeiro, Luvannor deixou sua marca pela primeira vez. O jogador roubou a bola em um vacilo do goleiro Matheus Nogueira, tocou para o artilheiro Edu, mas recebeu de volta para balançar as redes. Luvanor marcou em um momento tenso do jogo e os atletas do Cruzeiro extravasaram na comemoração. Diferentemente do jogo de estreia, em que esteve muito aberto pelo lado esquerdo, Luvannor jogou mais por dentro diante do Londrina.

Presente no banco de reservas após ter sido ausência por dois jogos devido a uma lesão muscular na coxa, o atacante Edu voltou ao time celeste na segunda etapa. A torcida do Cruzeiro pediu a entrada do atleta ainda na primeira etapa, no entanto ele ainda não tinha condições de jogar os 90 minutos. Edu foi acionado por Pezzolano aos 16 minutos da etapa complementar e pouco tempo depois, inteligentemente, participou diretamente do gol marcado por Luvannor.

CRUZEIRO

Rafael Cabral; Lucas Oliveira, Zé Ivaldo e Eduardo Brock (Edu); Leonardo Pais, Willian Oliveira, Neto Moura (Pedro Castro) e Rafael Santos (Matheus Bidu); Luvannor, Jajá (Geovane) e Rodolfo (Daniel Júnior). T.: Paulo Pezzolano.

LONDRINA

Matheus Nogueira; Samuel Santos (Salatiel), Jean Henrique (Luan), Saimon, Felipe Vieira; João Paulo, Jhonny Lucas (Mossoró), Douglas Coutinho (Thiago Ribeiro); Caprini, Augusto e Gabriel Santos (Marcinho). T.: Adilson Batista.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte, MG

Árbitro: Douglas Schwengber (RS)

Auxiliares: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Biersdorf Flor (RS)

Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Eduardo Brock, Luvannor e Willian Oliveira (CRU) João Paulo (LON)

Gols: Luvannor (CRU), aos 20'/2ºT.