|
  • Bitcoin 121.833
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3348
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 20/07/2022, 19:48

Com nome na lista, Djoko deve ficar fora do US Open por não estar vacinado

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 20 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O US Open anunciou, nesta quarta-feira (20), a lista de tenistas que estão elegíveis para disputar o torneio. Novak Djokovic aparece como possível sétimo cabeça de chave, mas ele não deverá poder participar da competição por não estar vacinado contra a covid-19.

"Segundo o livro de regras de Grand Slam, todos os jogadores elegíveis entram automaticamente nos quadros de simples masculino (ATP) e feminino (WTA) de acordo com os rankings 42 dias antes da primeira segunda-feira do evento", explicou em um comunicado a Associação de Tênis dos EUA.

Além disso, a organização do torneio mencionou que não exige que os atletas se vacinem, mas vai respeitar a posição do governo dos Estados Unidos sobre as questões sanitárias, que proíbe a entrada de estrangeiros não-vacinados no país.

"O US Open não tem uma exigência de vacinação para os jogadores, mas respeitará a posição do governo dos EUA em relação às viagens ao país para os cidadãos não americanos não vacinados", acrescentou.

A relutância em se vacinar custou caro para o tenista sérvio no início deste ano. Djoko chegou a ser deportado da Austrália em janeiro e não pôde disputar o torneio.

Número 3 do mundo, Djokovic ganhou o US Open em três oportunidades (2011, 2015 e 2018) e soma 20 títulos de Grand Slam na carreira.