|
  • Bitcoin 143.492
  • Dólar 4,8540
  • Euro 5,1688
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 04/04/2022, 11:10

Com movimentação nos bastidores, Flamengo estreia na Libertadores

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 04 de abril de 2022

LEO BURLÁ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Após perder o Campeonato Carioca para o Fluminense, no último sábado (2), o Flamengo faz nesta terça-feira (5), às 21h30, sua estreia na fase de grupos da Copa Libertadores da América 2022. O clube enfrentará o Sporting Cristal, do Peru, no estádio Nacional de Lima.

Após a derrota no final de semana, o clube rubro-negro vive uma movimentação nos bastidores. No domingo (3), um grupo de conselheiros elaborou uma carta a ser entregue para o presidente Rodolfo Landim e pediu uma reunião para se colocar a par do que acontece no futebol do clube. Eles exigem mudanças e profissionalismo.

Os conselheiros apontam que uma reformulação está sendo protelada desde 2020 e que o clube precisa de "pessoas mais qualificadas e experientes do mercado para trabalhar no clube". Eles pedem ainda "acompanhamento psicológico permanente, não somente como suporte para os atletas".

A carta chega em um momento em que o departamento de futebol já está na berlinda. Sem os resultados esperados, a cúpula se vê entre a reformulação do elenco e a falta de performance desejada.

Quando contrataram Paulo Sousa, então técnico da Polônia, Marcos Braz, vice-presidente de futebol, e Bruno Spindel, diretor-executivo de futebol, deixaram claro que iniciar um processo de reconstrução do elenco seria uma das missões do português, que topou o desafio.

Com carta branca para tocar o seu trabalho, Sousa colocou o pedido da cúpula em curso e fez suas escolhas. Nomes consagrados como Diego Alves e Diego perderam nitidamente espaço. Outros como Everton Ribeiro e Willian Arão já experimentaram o banco de reservas. Peças como Léo Pereira, Gustavo Henrique, Renê e Isla, por sua vez, foram para o final da fila.

As opções de Sousa causam desconforto no elenco, que também reclama do esquema tático e de uma suposta inflexibilidade do treinador. Ainda com mais dúvidas do que certezas, ele tenta aplicar as suas ideias, mas encara resistência interna, embora ainda conte com algum apoio dos dirigentes. No domingo (3), Braz se reuniu com o Mister e reiterou apoio. O papo durou cerca de uma hora, e o dirigente tratou de esfriar os ânimos. O vice-presidente afirmou que os processos de reformulação estão em curso e os ajustes do dia a dia serão tocados "no tempo do clube".

"É uma equipe campeã em 2019, já tem alguns anos. O Marcos Braz e o Bruno Spindel me contrataram sabendo da minha metodologia, da minha liderança, acreditaram em mim. O fato é que tenho as minhas convicções, as minhas ideias, o meu modo de trabalhar. Todos os resultados positivos fazem com que o processo seja mais rápido. Infelizmente, não foi assim nessas duas finais", disse Sousa após o empate que deu ao Flu o título carioca.

As mexidas desejadas, no entanto, ainda não encontraram amparo no desempenho em campo. Com um futebol que não encanta e após dois vice-campeonatos na conta, o português gastou alguns créditos, mas sua saída nunca esteve em debate na Gávea. Certo é que o sinal de alerta está ligadíssimo e a chegada de reforços será decisiva para que ele consiga uma virada rápida. O treinador pediu insistentemente reforços e o clube atendeu. Agora, caberá a ele fazer o time reagir para que ele consiga a paz para seguir o processo.

"Acredito muito que os jogadores que chegaram, seja o Pablo, o Ayrton Lucas, o Santos, o Marinho e o Fabrício Bruno, são jogadores que vão remodelando e ajustando esse grupo. Tenho certeza que a gente vai encontrar os caminhos das vitórias e teremos um final de ano melhor que o começo. Está bem entregue para a comissão técnica, temos de dar apoio, e a gente precisa ajudar e ajustar. Eles estão conhecendo o clube, mas a gente não tem tempo no futebol brasileiro", disse Marcos Braz, vice-presidente de futebol.

Nesta terça, uma provável escalação do Flamengo tem: Hugo Souza; Filipe Luis, David Luiz e Fabrício Bruno; Matheuzinho, Willian Arão, Andreas Pereira e Éverton Ribeiro; Bruno Henrique, Lázaro (Pedro) e Gabriel.

Estádio: Nacional, em Lima (Peru)

Horário: 21h30 (de Brasília) desta terça (5)

Árbitro: John Ospina (COL)

Transmissão: SBT (para o RJ) / ESPN (TV fechada) / Star+ (streaming)