|
  • Bitcoin 124.917
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 30/07/2022, 10:16

Com indefinição no gol, São Paulo se prepara para enfrentar Athletico-PR

PUBLICAÇÃO
sábado, 30 de julho de 2022

THIAGO BRAGA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A lesão de Jandrei aconteceu no dia 17 deste mês. Na ocasião, o goleiro sofreu uma pancada nas costas em jogada com o zagueiro Léo. Precisou ser substituído contra o Fluminense e o que aconteceu nos últimos dias abriu um ruído no São Paulo.

O clube, desde o início, optou por não revelar os detalhes da lesão. Pouco a pouco, o camisa 93 foi voltando aos treinamentos. Antes do jogo contra o América-MG, pelas quartas da Copa do Brasil, na última quinta-feira (28), havia a expectativa de que ele pudesse retornar ao time. Mas horas antes do duelo contra os mineiros, surgiu a informação de que ele voltou a sentir dores no local da pancada e não poderia jogar.

Com Thiago Couto no gol, o time tricolor venceu o adversário mineiro e abriu vantagem na Copa do Brasil. Agora, o clube vira a chave e se prepara para enfrentar o Athletico-PR, neste domingo (31), na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 26 pontos, o time tricolor ocupa a décima posição na tabela.

Nesta sexta-feira (29), Jandrei efetuou os treinamentos no REFFIS do São Paulo, e não tem data prevista de retorno. O clube também não informa qual é o real motivo para que ele fique de fora.

"Com relação à lesão, o Jandrei tentou treinar ontem (quarta-feira), sentiu dores e não reuniu condições para estar com a gente aqui. Uma informação mais pontual é melhor falar com o departamento médico. Vi ontem no campo, ele tentou fazer a movimentação e não se sentiu confortável para estar presente com a gente hoje (quinta-feira)", esquivou-se Rogério Ceni após o jogo com o América-MG.

Com a perda de seu goleiro titular, o São Paulo viu a necessidade de ter um goleiro mais experiente para suprir a ausência de Jandrei. Para isso, tentou contratar o goleiro John, do Santos. Mas viu a sua proposta de R$ 6 milhões ser recusada pelo time litorâneo.

Tentou também nesta sexta-feira o goleiro Richard, do Ceará. Só que o clube cearense recusou a proposta. Cada vez mais sem opções, o São Paulo então recorreu a um velho conhecido de Rogério Ceni. São Paulo e Fortaleza se acertaram e concluíram a operação pelo empréstimo de Felipe Alves para o time tricolor. O goleiro de 34 anos foi titular do time de Ceni quando este comandou o Fortaleza.

O negócio foi fechado até dezembro de 2023, e pelo empréstimo o São Paulo vai pagar US$ 200 mil (R$ 1 milhão). A pressa se justifica também por conta do fim da janela de inscrição para a Copa Sul-Americana, que fecha neste sábado (30). Por conta disso, o negócio entre Fortaleza e São Paulo foi fechado por empréstimo, para agilizar o processo de registro de Felipe Alves como jogador do clube paulista.

JOVEM VAI DE VILÃO A HERÓI, MAS DEVE VOLTAR AO BANCO

O principal motivo para que o São Paulo acelerasse a busca por um novo goleiro passa muito pelas atuações recentes de Thiago Couto. Cria das categorias de base do clube, o jovem de 23 anos mostrou insegurança em alguns momentos à frente da meta tricolor. Em dois jogos e meio -já que substituiu Jandrei contra o Fluminense-, Couto levou sete gols, com direito a ser vazado três vezes tanto no jogo contra o Internacional quanto na partida diante do Goiás.

Foi por conta dessa instabilidade que o São Paulo foi ao mercado, por entendimento de que era necessário um reserva mais pronto para atuar do que Thiago Couto, que ainda precisa amadurecer, pois tem poucos jogos no profissional.

No duelo contra o América-MG, o roteiro parecia que se repetiria. Depois de sair na frente do placar, o São Paulo viu Thiago Couto sair do gol de forma estabanada e derrubar o atacante Henrique Almeida dentro da área. Couto, porém, se redimiu e defendeu o pênalti cobrado por Iago Maidana, assegurando a vitória do time tricolor no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Recém-contratado, Felipe Alves já foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, mas não deve acompanhar o São Paulo na viagem à Curitiba. Neste domingo, Couto deve atuar novamente nas redes do time tricolor. O atacante Luciano, que deixou o campo contra o adversário mineiro após sentir dores, não preocupa a comissão, e está à disposição de Ceni.

Por outro lado, o volante Luan e o meia Alisson ainda fazem trabalhos específicos de transição em campo, e não devem ser relacionados. Arboleda, Reinaldo, Caio, Patrick e André Anderson continuam no departamento médico. Dessa forma, uma possível escalação inicial do São Paulo tem: Thiago Couto; Diego Costa, Mirada e Léo; Igor Vinicius, Gabriel Neves, Rodrigo Nestor (Nikão), Igor Gomes e Welington; Luciano e Calleri.

O Athletico-PR, por sua vez, começa o segundo turno do Brasileiro em quinto lugar, com 31 pontos, e se mantém na disputa por uma vaga no G4. O time vem de empate por 0 a 0 contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, e antes disso, perdeu por 2 a 0 contra o Botafogo, pelo Brasileiro.

O técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, indicou que deve poupar alguns jogadores para a partida, com foco no jogo contra o Estudiantes, na quinta-feira (4), pelas quartas da Libertadores -entre eles, o zagueiro Thiago Heleno e o volante Fernandinho. O time mineiro será desfalcado pelo meia-atacante Terans, que recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão.

Uma possível escalação inicial do Athletico-PR tem: Bento; Khellven (Orejuela), Nico Hernández, Matheus Felipe (Pedro Henrique) e Pedrinho (Abner); Erick e Léo Cittadini (Matheus Fernandes); Cannobio (Vitor Roque), Vitinho e Cuello (Pedrinho); Rômulo.

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Horário: Às 16h (de Brasília) deste domingo (31)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)

VAR: Rafael Traci (SC)

Transmissão: TV Globo, Furacão Live e Twitch (Canal do Casimiro)