|
  • Bitcoin 149.300
  • Dólar 4,9058
  • Euro 5,1831
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 30/03/2022, 09:38

Com Bustos, Santos ataca mercado sul-americano e une útil ao agradável

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 30 de março de 2022

LUCAS MUSETTI PERAZOLLI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SANTOS, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O Santos dissecou o mercado da bola da América do Sul nas últimas semanas. Com a chegada do técnico argentino Fabián Bustos e a reformulação em andamento do departamento de análise de mercado, o Peixe observou diversos estrangeiros para cada posição do elenco. A diretoria procurou nomes de confiança do treinador e viu valores abaixo do praticado no Brasil.

Depois dessa triagem, o Santos avançou em algumas negociações em setores carentes e contratou o meio-campista uruguaio Rodrigo Fernández, do Guaraní (PAR), e o atacante equatoriano Jhojan Julio, da LDU (EQU). Ambos chegam por empréstimo com opção de compra.

Outro estrangeiro deve chegar para a posição de centroavante. O Santos negocia com o equatoriano Bryan Angulo, do Cruz Azul (MEX), e tem um outro gringo encaminhado como plano B.

Fernández, Julio e o novo centroavante se juntarão aos uruguaios Emiliano Velázquez e Carlos Sánchez e o chinês Ricardo Goulart. Goulart cogita retomar a nacionalidade brasileira, mas, até o momento, está inscrito como estrangeiro.

O limite de estrangeiros relacionados no Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil é de cinco por partida. Na Copa Sul-Americana, não há limitação. Dessa forma, um ficará fora dos jogos das competições nacionais.

Ricardo Goulart tem status de titular, enquanto Emiliano Velázquez e Sánchez são reservas. Velázquez, inclusive, tem contrato até dezembro de 2022 e o acordo prevê pagamento milionário pela possível permanência no ano que vem. Ele dificilmente ficará na próxima temporada, enquanto Sánchez tem acordo até julho de 2023.

Dos reforços recentes, o único brasileiro é o volante Willian Maranhão, ex-Bahia. Antes chegaram os zagueiros Eduardo Bauermann e Maicon, o lateral-direito Auro e os meias Bruno Oliveira e o próprio Ricardo Goulart.

ÚTIL AO AGRADÁVEL

O técnico Fabián Bustos é um profundo conhecedor do mercado sul-americano. Ele é argentino, mas estava há anos no futebol do Equador e indicou diversos atletas para o Santos.

Essa lista de Bustos foi acrescentada de nomes sugeridos pelo departamento de análise de mercado. Com as condições financeiras e o histórico de cada um em mãos, o Peixe negociou com quem era viável.

As prioridades para o meio-campo e ataque, por exemplo, eram Fernando Sobral (do Ceará e indicado pelo departamento de análise) e Emmanuel Martinez (do Barcelona de Guayaquil e indicado por Bustos). Sem avanço nas negociações, o Santos partiu para alternativas já mapeadas e fechou com Rodrigo Fernández e Jhojan Julio por empréstimo.

Depois de fechar essa leva de reforços, a ideia no Santos é monitorar jogadores em fim de contrato. Como existe o limite de estrangeiros, a prioridade será de brasileiros. Um deles é Marlon Freitas, volante do Atlético-GO com vínculo até dezembro.