Com apendicite, tenista Bruno Soares, cotado a levar medalha, deixa a Olimpíada


CAMILA MATTOSO E DANIEL E. DE CASTRO
CAMILA MATTOSO E DANIEL E. DE CASTRO

TÓQUIO, JAPÃO (FOLHAPRESS) - O tenista brasileiro Bruno Soares, 39, perderá a Olimpíada de Tóquio por causa de uma apendicite. O atleta passou por cirurgia ainda nesta quarta-feira (21) no hospital Toranomon, na capital japonesa, e deve retornar à Vila Olímpica na quinta (22).

Após a revelação do caso pelo jornal Folha de S.Paulo, o COB (Comitê Olímpico do Brasil) confirmou o corte, destacando que o atleta passou mal no voo para o Japão, sentindo fortes dores abdominais.

"Assim que desembarcou, o atleta foi levado à Policlínica da Vila, onde realizou exames preliminares, acompanhado da equipe médica da missão. Em seguida, o tenista foi encaminhado para um hospital dedicado aos Jogos, para a realização de exames de imagem. O atleta recebeu o diagnóstico de apendicite, com indicação de cirurgia, que o impede de disputar os Jogos", diz o comunicado.

A volta do tenista para o Brasil, assim que ele estiver em condições de viagem, será acompanhada por um médico do COB.

Vencedor de três títulos de Grand Slam em duplas e atualmente 13º colocado do ranking mundial, ele jogaria a chave masculina ao lado de Marcelo Melo (18º). Assim como em Londres-2012 e no Rio-2016, os mineiros formariam a principal parceria brasileira e eram apontados como boas chances de medalha no Japão, ainda que não com o favoritismo que tiveram há cinco anos no Brasil.

Os torneios de tênis começam no sábado (24). Marcelo Melo jogará agora com outro especialista em duplas, Marcelo Demoliner (52º colocado), que anteriormente formaria o time com Thiago Monteiro. Este último seguirá na chave de simples, assim como João Menezes. Eles ainda aguardam alguma desistência de última hora para também poder jogar nas duplas.

Bruno Soares torna-se a primeira baixa olímpica do Brasil após a chegada ao Japão. Outra chance de medalha, Fernando Reis foi pego no doping na última semana e acabou cortado da lista do levantamento de peso antes de viajar ao país.

Em maio, a tenista Luisa Stefani, que estará presente em Tóquio ao lado de Laura Pigossi, também precisou remover o apêndice e ficou fora de Roland Garros.

Melo, ex-número 1 do mundo e vencedor de dois Slams, e Soares iriam para a sua terceira Olimpíada juntos, após caírem nas quartas de final tanto em Londres quanto no Rio.

No ano passado, após vencer o US Open pela segunda vez na carreira, ao lado do croata Mate Pavic, Soares disse em entrevista à Folha de S.Paulo que ainda desejava alcançar uma conquista nos Jogos. "A grande meta mesmo, o grande sonho, a grande vontade, é uma medalha olímpica", afirmou.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo