Santos, 01 (AE) - A defesa adversária que se cuide: de repente, surge dentro da área um jogador tido como de marcação, surpreendendo a zaga sempre ocupada com Valdir, Dodô, Caio e Robert. É Claudiomiro, na nova função que Carlos Alberto Silva está reservando para ele. Esse esquema será mais uma vez testado amanhã, no amistoso contra o Atlético-PR, às 20 horas, na Vila Belmiro. A rigor, esse trabalho seria feito por Rincón, mas o colombiano voltou a sentir uma contusão do tempo em que atuava pelo Corinthians, frustrando o treinador.
Acostumado a fazer uma forte marcação no meio-de-campo ou a atuar deslocado na quarta-zaga, o novo esquema não o surpreendeu. "O Santos mudou sua maneira de jogar e a bola está mais presa na frente, o que facilita esse trabalho", revelou o jogador. No jogo-treino de sábado passado contra o Etti-Jundiaí, ele marcou dois gols e, nas duas oportunidades, surpreendeu a zaga, que fazia marcação nos atacantes. "O Baiano cruzou e os adversários estavam preocupados em marcar os atacantes", contou
revelando que chegou de surpresa para marcar.
Para Claudiomiro, o novo esquema tático foi um alívio. É que o Santos havia contratado Rincón e Anderson, ao mesmo tempo em que reincorporou Baiano. Ele teria de disputar a posição e estava em desvantagem. Com a contusão do colombiano - ainda sem previsão de retorno à equipe - Carlos Alberto Silva está tentando manter o esquema tático montado com outro jogador.
Não foi só Claudiomiro quem se surpreendeu. O lateral-direito Michel havia perdido a função para o volante Baiano, escalado na lateral, mas acabou se surpreendendo no jogo-treino contra o Etti-Jundiaí, quando Carlos Alberto Silva o chamou no intervalo para substituir o titular Anderson.
O volante Baiano será o lateral-direito amanhã no amistoso contra o Atlético-PR e o lateral-direito Michel será o volante. Não se trata de uma confusão. "Os dois jogadores são de alto nível e jogam nas duas posições e o setor direito pode ficar muito forte", disse Carlos Alberto Silva. Pelos planos do treinador, os dois atletas farão um revezamento. "Eles podem se entender bem, tanto na marcação quanto no apoio", concluiu.