|
  • Bitcoin 103.324
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 15/05/2022, 12:37

City busca empate, mas perde pênalti e Campeonato Inglês fica aberto

PUBLICAÇÃO
domingo, 15 de maio de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Manchester City empatou com o West Ham neste domingo (15) e joga a pressão da decisão do título para o Campeonato Inglês para a última rodada. No Estádio Olímpico, os gols foram marcados por Bowen duas vezes, enquanto Grealish e Coufal (contra) recolocaram os Citizens no jogo. Mahrez ainda perdeu pênalti na segunda etapa.

A situação para a última rodada é tensa. O City tem 90 pontos e 37 partidas disputadas, enquanto o Liverpool vem logo atrás com 86 pontos e 36 partidas. Os Reds joagm contra o Southampton na terça-feira (17) e as duas equipes fecham a participação neste Campeonato Inglês, no domingo (22), às 12h. O City pegará o Aston Villa, do técnico Steven Gerrard, ídolo do Liverpool, enquanto os Reds enfrentam os Wolves. Os dois times jogam em casa.

O West Ham, por outro lado, é o 7º colocado da competição, com 56 pontos, e está na disputa por uma vaga na Liga Europa. Na última rodada, a equipe pega o Brighton, fora de casa.

WEST HAM ABRE O PLACAR EM JOGADAÇA

Aos 24 minutos do primeiro tempo, o goleiro Fabianski mandou a bola para o ataque e Fernandinho, do City, conseguiu desviar a trajetória. Ela sobrou para Fornals, que lançou Bowen nas costas da zaga adversária. O inglês correu com a bola e driblou o goleiro Ederson. Sem contar angulo, ele bateu de canhota para o fundo da rede.

BOWEN +1

Mais uma vez, o goleiro Fabianski começou uma boa jogada para o West Ham. Ele jogou para Soucek, que desviou de cabeça no meio de campo. A bola ficou com o atacante Antonio, que matou a bola no peito e mandou, com categoria, para Bowen. Iluminado na partida, o inglês chutou de perna esquerda com força e ampliou o placar aos 45.

CITY DIMINUI

Dominante na maior parte da partida, mas sem conseguir mudar o marcador, o City foi para o segundo tempo sabendo que precisava reverter o resultado para não deixar a zebra diminuir suas chances de título no Campeonato Inglês.

A esperança renasceu aos três minutos, após cruzamento de Zinchenko da esquerda. A bola foi na cabeça de Rodri, que escorou para Grealish. O inglês chegou batendo com força e contou com a sorte, já que um desvio de Dawson tirou Fabianski da jogada e garantiu o gol do Manchester City.

WEST HAM PRESSIONA

Em sequência, o West Ham teve duas boas chances em trapalhadas do Manchester City. Na primeira, aos 15, a defesa entregou a bola para Bowen, que recuperou dentro da área, puxou para a direita e chutou cruzado, rente à trave direita.

Semelhante foi o lance aos 18, quando Fernandinho tentou o recuo para Ederson. O problema é que Antonio estava ligado e pegou a bola livre; o goleiro brasileiro saiu e o atacante jamaicano tentou a cavadinha, mas errou o alvo.

CITY EMPATA EM GOL CONTRA

A sorte também jogou a favor do Manchester City. Aos 22, em cobrança de falta de Mahrez para o meio da área, o lateral-direito Coufal tentou tirar a bola, mas desviou para o fundo da rede, sem chances de defesa para o goleiro Fabianski.

DESPEDIDA DO 'MR. WEST HAM'

Foram 17 anos e meio e 16 temporadas seguidas de Mark Noble no West Ham — ele também já havia atuado na base do clube de 2000 a 2004, e passou por empréstimos a Hull City e Ipswich Town.

Aos 35 anos, o jogador anunciou que se aposentadoria ao fim da temporada e este confronto contra o Manchester City marca seu último jogo diante do Estádio Olímpico de Londres. Noble entrou em campo aos 31 minutos do segundo tempo.

VIRADA? AQUI NÃO

Aos 36 minutos, o jogo indicava a redenção do Manchester City. Gabriel Jesus tentou passar por Dawson e foi derrubado pelo zagueiro. O árbitro não marcou a penalidade, mas, após revisão no VAR, voltou atrás da decisão e Mahrez foi para a cobrança aos 39. O argelino bateu com força no canto esquerdo, mas Fabianski acertou o lado e espalmou o chute do artilheiro do City.

WEST HAM

Fabianski; Coufal, Zouma, Dawson e Cresswell; Rice e Soucek; Bowen, Lanzini (Mark Noble) e Pablo Fornals (Johnson); Antonio (Yarmolenko). Técnico: David Moyes

MANCHESTER CITY

Ederson; Cancelo, Fernandinho, Laporte e Zinchenko; Rodri, De Bruyne e Bernardo Silva; Mahrez, Grealish e Gabriel Jesus. Técnico: Pep Guardiola

Local: Estádio Olímpico de Londres

Cartões amarelos: Bowen (WHU), Coufal (WHU), Fabianski (WHU), Gabriel Jesus (MCI)

Cartões vermelhos: Gols: Bowen (WHU), aos 24' do primeiro tempo (1-0); Bowen (WHU), aos 45' do primeiro tempo (2-0); Grealish (MCI), aos 3' do segundo tempo (2-1); Coufal (contra, a favor de MCI), aos 22' do segundo tempo (2-2);