China ofusca Ledecky e Titmus e bate recorde mundial dos 4 x 200 m livre


ALEX SABINO
ALEX SABINO

TÓQUIO, JAPÃO (FOLHAPRESS) - Kathleen Ledecky quase ganhou uma medalha de ouro praticamente sozinha para o revezamento 4 x 200 m livre dos Estados Unidos. Última a cair na piscina, ela começou a nadar com sua equipe no terceiro lugar e distante de Austrália e China, que disputavam a liderança.

Ledecky terminou em segundo, a 40 décimos da China, que ficou com o lugar mais alto do pódio e bateu recorde mundial, com 7m40s33, nesta quinta-feira (29). A Austrália recebeu o bronze.

A prova foi o terceiro capítulo da disputa entre Ledecky e Ariarne Titmus, que abriu o revezamento para a Austrália e entregou para a nadadora seguinte, Emma McKeon, no segundo lugar.

Elas ainda vão se enfrentar nos 800 m livre. As eliminatórias acontecem na manhã desta quinta-feira (29, horário de Brasília), a partir das 11h.

Favorita a vencer todas as provas que disputaria nas Olimpíadas de Tóquio, Ledecky foi batida por Titmus nos 200 m e 400 m livre. Ganhou o ouro nos 1500 m, sem a presença da australiana.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo