Até a organização do torneio não imaginava que pudesse haver esta reviravolta, e reservou o mesmo hotel para os uruguaios. Alguns chilenos que estiveram no estádio do Café apenas para cumprir uma formalidade.
O auxiliar técnico Roberto Alamo vibrou com os gols do Brasil no primeiro tempo, mas, ainda no intervalo preferia não acreditar que a Colômbia pudesse ser derrotada por um placar tão amplo. No segundo tempo a cada gol do Brasil, Alamo abraçava o presidente da delegação, Henrique Berrios. Quando Lucas fêz 7 a 0, aos 26 minutos da etapa final, os dois pularam nas cadeiras especiais do estádio e foram aplaudidos pelos brasileiros.
O técnico Nelson Acosta desligou-se da delegação na semana passada para dirigir um amistoso da seleção principal do Chile com o estados Unidos. Em seu lugar deixou Alamo e Hector Pinto.Por Silvio Barsetti Londrina, 30 (AE) - Foi com euforia e surpresa que os chilenos acompanharam a goleada do brasil sobre a Colômbia, resultado que os classificou para o quadrangular final do troneio Pré-Olímpico. No entanto, a equipe terá um problema sério para resolver até o jogo de quarta-feira contra o uruguai: por não acreditar na classificação, a delegação do Chile mandou todo o uniforme de treino e de jogos para Santiago. Além disso, os jogadores Maldonado e Olarra viajaram para o país, certos de que a eliminação já estava concretizada. A delegação do Chile terá de resolver também uma outra questão prática: os jogadores e comissão técnica estão hospedados no Hotel do Lago e tinham reservas canceladas a partir de amanhã.