|
  • Bitcoin 144.391
  • Dólar 4,8243
  • Euro 5,1596
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 28/04/2022, 12:06

Campeonato Brasileiro já tem mais quedas de técnicos do que rodadas disputadas

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 28 de abril de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Três semanas depois do título do Campeonato Carioca, Abel Braga não é mais técnico do Fluminense. Com a queda, ele se junta a Alexander Medina, Alberto Valentin e Marquinhos Santos em uma estatística deste começo de Campeonato Brasileiro: a Série A tem mais treinadores demitidos do que rodadas disputadas.

Com exceção da partida adiantada entre Flamengo e Palmeiras, a quarta rodada da competição está marcada para este final de semana. No entanto, quatro técnicos já deixaram o comando de equipes da primeira divisão. Três desses profissionais, inclusive, caíram antes mesmo da segunda rodada do nacional.

Com a derrota por 4 a 0 para o São Paulo na estreia do Brasileiro, o Athletico-PR anunciou o desligamento de Alberto Valentim. Mesma situação do América-MG, que despediu Marquinhos Santos depois do revés por 1 a 0 para o Avaí. Dias depois, foi a vez de Medina deixar o comando do Internacional.

A temporada de 2022 marca o fim da restrição que limitava as demissões de treinadores na Série A. No ano passado, a CBF propôs uma regra para a troca de comandantes entre as equipes da elite do Campeonato Brasileiro. Para este ano, os clubes votaram por derrubar a medida.

A queda de Abel Braga acontece quatro meses após ele ter retornado ao clube em dezembro de 2021 para a sua quinta passagem. Ao todo, foram 17 vitórias, quatro empates e cinco derrotas em 26 partidas com o Fluminense. Naquele mesmo mês, Medina também foi anunciado pelo Inter, e esteve à frente da equipe por 17 jogos.