|
  • Bitcoin 119.578
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 09/03/2022, 17:23

Calleri tem melhor início no São Paulo e busca riscar Palmeiras da lista

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 09 de março de 2022

BRUNO RODRIGUES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A torcida pede que toquem a bola para ele porque, como diz a música, "é gol", e Jonathan Calleri confirma com bolas na rede as preces vindas da arquibancada.

Tem sido assim o começo de 2022 para o centroavante são-paulino, responsável por decidir no último sábado (5) o clássico contra o Corinthians. Seu gol, anotado com apenas 51 segundos de partida, foi suficiente para o time de Rogério Ceni sair vitorioso do Majestoso, válido pelo Campeonato Paulista.

Já são cinco bolas na rede em dez jogos por parte do argentino, desempenho que marca o melhor início do atacante com a camisa do São Paulo.

Em 2016, na sua primeira passagem pelo clube, Calleri demorou 18 confrontos para chegar a cinco gols. No ano passado, em seu retorno à equipe paulista após cinco anos, precisou de 15 partidas para alcançar essa marca.

A volta ao Morumbi também serviu para que ele resolvesse uma conta pendente. Nos 31 jogos que fez em 2016, então emprestado pelo Boca Juniors (ARG), ele não havia conseguido marcar contra Corinthians, Palmeiras ou Santos.

Em 2021, deixou o seu diante dos santistas no empate em 1 a 1 pelo Campeonato Brasileiro, torneio no qual também inaugurou seu marcador pessoal sobre os corintianos, na vitória por 1 a 0, na reta final do Nacional. Feito e placar repetidos no último fim de semana, com mais um gol sobre o rival do Parque São Jorge, desta vez pelo Estadual.

Falta, porém, anotar contra o Palmeiras. E Calleri terá a oportunidade de riscar esse adversário da lista nesta quinta-feira (10), no Morumbi, pela quarta rodada do Paulista. O Paulistão Play e o Premiere transmitem o Choque-Rei.

O duelo com os alviverdes estava agendado para o início da competição, mas precisou ser remarcado em razão da participação palmeirense no Mundial de Clubes. Por isso, o time de Abel Ferreira terá de encarar três clássicos consecutivos. Depois do São Paulo, enfrentará o Santos, no domingo (13), e o Corinthians, na próxima quinta (17).

Rogério Ceni, que tem 100% de aproveitamento nos clássicos que disputou desde que voltou ao clube tricolor (quatro vitórias em quatro partidas), conta com o poder de fogo de Calleri para que sua equipe possa garantir a classificação antecipada às quartas de final do Estadual.

"[O Calleri é] um jogador competitivo, comprometido, quando está concentrado no jogo. Ele é um bom jogador, mas um fazedor de gols. Um homem de área, não é para sair tanto da área, é para ser a referência", disse o treinador após a vitória no Majestoso.

A observação de Ceni sobre onde Calleri pode contribuir mais encontra fundamento nas estatísticas.

Quando sai da área, o camisa 9 tem dificuldades de fazer o jogo fluir. De acordo com números da Opta, dos 84 passes que tentou no Campeonato Paulista, o atacante acertou 56 -um índice de 67% de precisão. Do total, 40 passes foram dados no terço final do campo, com um aproveitamento de acertos de 64%.

Dentro da grande área, contudo, o argentino se sente à vontade. No Estadual, ele acertou 48% das finalizações que tentou. Com isso, tem a segunda melhor pontaria do torneio entre jogadores que finalizaram ao menos 20 vezes, atrás apenas de Zeca, do Mirassol, que acertou o alvo 64% das vezes.

Autor de cinco gols, um deles de bicicleta (diante do Água Santa), é o artilheiro são-paulino na competição.

Nesta quinta, com um Morumbi que poderá receber 100% do público após liberação do governo do estado, o torcedor são-paulino espera que sua música dedicada a Jonathan Calleri se realize mais uma vez. Pois se tocam a bola nele, especialmente dentro da área, há boas chances de terminar em gol.