|
  • Bitcoin 121.350
  • Dólar 5,0504
  • Euro 5,2179
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 30/07/2022, 13:52

Brusque perde pênalti no fim, e Cruzeiro comemora empate por 0 a 0

PUBLICAÇÃO
sábado, 30 de julho de 2022

LOHANNA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Com contornos dramáticos no fim do jogo, o Cruzeiro ficou no empate com o Brusque, por 0 a 0, neste sábado (30), no estádio Augusto Bauer, pela 21ª rodada da Série B. A equipe catarinense desperdiçou uma cobrança de pênalti nos acréscimos com Gabriel Taliari. O jogador converteu a batida, mas o VAR interferiu e interpretou que o jogador deu dois toques na bola.

O empate saiu barato para o Cruzeiro, que passou longe das boas atuações que vem tendo em casa. O time celeste não vence como visitante desde o dia 3 de junho, quando bateu o Operário, em Ponta Grossa-PR, por 2 a 1.

Com o resultado, a equipe celeste segue na liderança da competição com 46 pontos. Já o Brusque chegou aos 24 pontos e ocupa a 12ª colocação, podendo perder posições com o complemento da jogada.

O Brusque volta a campo na próxima quinta-feira (4), às 19h (de Brasília), contra o Sampaio Corrêa no estádio Augusto Bauer. Já o Cruzeiro enfrenta o Tombense, no sábado (6), às 19h, no Mineirão.

A primeira etapa foi de muita luta, mas com poucas chances claras para as duas equipes. No entanto, o Brusque esteve bem mais presente na área do Cruzeiro. Apenas na reta final, o gol quase saiu de ambos os lados. Primeiro com o Brusque, que aos 40, exigiu uma boa defesa de Rafael Cabral. Álvaro recebeu o cruzamento de Alexandro, bateu firme e Cabral espalmo. Já o Cruzeiro quase abriu o placar aos 44, com Edu. Bruno Rodrigues ajeitou para Edu. Ele finalizou, a bola desviou na zaga, e Jordan fez a defesa.

Tanto o Brusque como o Cruzeiro perderam jogadores por lesão muscular ainda no primeiro tempo. Pará foi substituído por Edilson aos 13 e Geovane Jesus por Rômulo aos 23.

O meia Chay, oficializado nesta semana, fez sua estreia pelo Cruzeiro. O jogador foi acionado por Paulo Pezzolano no intervalo e entrou na vaga de Stênio. O jogador entrou com bastante vontade e tentou se aproximar dos atacantes.

Logo aos dois minutos do segundo tempo, o Cruzeiro finalizou com Bidu, que recebeu passe do estreante Chay. Ele finalizou e Jordan defendeu sem rebote. Aos oito, Alex Ruan finalizou para o Brusque e a bola passou bem perto do travessão. Na reta final, aos 30, Fernandinho bateu rasteiro e forte. A bola passou à direita do gol de Cabral com perigo.

O Brusque teve a chance de vencer a partida, mas desperdiçou. A bola tocou na mão de Lucas Oliveira na área e o árbitro marcou a penalidade. Na batida, Gabriel Taliari converteu, mas antes escorregou e deu dois toques na bola. O VAR entrou em ação e o gol foi anulado.

BRUSQUE

Jordan; Pará (Edilson), Éverton Alemão, Wallace, Airton; Rodolfo Potiguar, Balotelli; Alex Ruan (Paulo Baya), Álvaro (Gabriel Taliari), Fernandinho; Alex Sandro (Patrik). Técnico: Luan Carlos.

CRUZEIRO

Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Machado; Geovane Jesus (Rômulo), Neto Moura, Pablo Siles (Fernando Canesim) e Matheus Bidu; Stênio (Chay), Bruno Rodrigues e Edu (Breno). Técnico: Paulo Pezzolano.

Estádio: Augusto Bauer, em Brusque (SC)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)

VAR: Thiago Duarte Peixoto (SP)

Cartões amarelos: Alex Ruan, Rodolfo, Gabriel Taliari e Edilson (BRU); Geovane Jesus e Zé Ivaldo (CRU)