Brasil x Uruguai, pelas eliminatórias, terá público na Arena da Amazônia


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), afirmou que a partida entre Brasil e Uruguai, na Arena da Amazônia, em Manaus, terá 30% da capacidade do estádio liberada ao público.

"Eu tive uma reunião com representantes da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e entramos no entendimento de que vamos ter público, aproximadamente 12 mil pessoas lá na Arena da Amazônia. E aí, no momento oportuno, a CBF vai divulgar essa questão da venda dos ingressos porque são eles quem coordenam isso", declarou o governador.

O jogo está marcado para 14 de outubro e é válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022, no Qatar. A Arena da Amazônia tem capacidade para pouco mais que 44 mil torcedores. Os 30% representam cerca de 13,2 mil lugares disponíveis.

A CBF mandou o protocolo na última terça-feira para o governo do Amazonas, pois entendia ser viável a realização da partida com público na cidade.

Com o aval, o próximo passo é acertar os detalhes da operação adotando essas diretrizes combinadas, a exemplo do que chegou a ser feito — em menor escala — com São Paulo para o jogo contra a Argentina.

Na capital paulista, a CBF chegou a avisar que a Neo Química Arena receberia até 12 mil pessoas, mas recuou e não houve venda de ingressos. A partida, que foi interrompida por intervenção da Anvisa, contou apenas com a presença de 1,5 mil convidados.

Além do Uruguai, o Brasil também enfrenta Venezuela (7 de outubro) e Colômbia (10 de outubro), ambos fora de casa, na rodada tripla das Eliminatórias em outubro.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo