|
  • Bitcoin 123.852
  • Dólar 5,1592
  • Euro 5,3201
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 12/07/2022, 21:09

Brasil vence Uruguai sem sustos e segue 100% na Copa América feminina

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 12 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A seleção brasileira confirmou o favoritismo e, com tranquilidade, venceu o Uruguai por 3 a 0 na Copa América feminina, nesta terça-feira (12), em Armênia, na Colômbia. Adriana (duas vezes) e Debinha fizeram os gols do Brasil, que segue com 100% de aproveitamento.

Com a vitória diante das uruguaias na segunda rodada da Copa América, a equipe treinada por Pia Sundhage amplia a vantagem no topo do Grupo B, agora com seis pontos. Argentina e Peru se enfrentam ainda hoje, mas a liderança está assegurada, já que ambos os times estão zerados.

A Venezuela, que tinha vencido o Uruguai, fica sem jogar na segunda rodada e volta somente na terceira. A seleção brasileira, que assistirá aos jogos das rivais na próxima sexta-feira (15), volta a campo segunda (18), contra as venezuelanas, às 18h (de Brasília).

O Brasil começou o jogo com pouca intensidade e 'demorou' para furar o bloqueio uruguaio. A diferença técnica entre as equipes, porém, resultou em gol brasileiro aos 32 minutos da primeira etapa. Antonia fez boa jogada individual pela direita, cruzou rasteiro e a bola encontrou Adriana.

Em seguida, com mais liberdade, a seleção aumentou a vantagem com Debinha, aos 47 minutos do primeiro tempo. Bia Zaneratto escapou pela esquerda e deu bom passe para a atacante. Na saída da goleira, a camisa 9 finalizou com categoria.

A equipe de Pia Sundhage ampliou a vantagem logo na volta do intervalo. Debinha cruzou rasteiro e encontrou Adriana, que, mais uma vez, completa para o gol. O Uruguai se animou nos minutos finais e carimbou a trave da goleira Lorena, que ainda não foi vazada. A uruguaia Ximena Velazco ainda foi expulsa.

Por enquanto, Adriana é a principal jogadora do Brasil nesta edição da Copa América feminina. A atacante do Corinthians, que já havia marcado duas vezes na goleada contra a Argentina, voltou a balançar as redes diante do Uruguai. Agora, a camisa 11 tem quatro gols em duas partidas e é a artilheira da competição. Debinha, com dois tentos, vem na sequência.