NATAÇÃO Brasil fica em 8º no 4 x 200 Da Redação e Agência Estado O revezamento brasileiro 4 x 200 livre masculino ficou em oitavo lugar ontem à noite na primeira final da equipe brasileira no 5º Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta, que acaba amanhã. O quarteto brasileiro marcou 7m26s50, tempo inferior ao da eliminatória, quando marcou 7m22s30. Os Estados Unidos venceram com novo recorde mundial, com 7m1s33. Em segundo chegou a Inglaterra com 7m3s6 e em terceiro, a Rússia com 7m5s24. Outros recordes mundiais foram batidos ontem. O primeiro foi conseguido pelo inglês Mark Foster na semifinal dos 50 livre, com 21s43, superando a anterior que era de 21s71 e pertencia ao holanddes Marrk Veens. Na final, Foster venceu com a marca de 21s43. O sueco Lars Frolander voltou a bater ontem o recorde mundial dos 100 metros borboleta durante as finais, em Atenas. Frolander estabeleceu 50s44, superando em 15 centésimos sua própria marca estabelecida na quinta-feira, nas semifinais. Já a sueca Therese Alshammar quebrou ontem o recorde mundial dos 100 metros livres. Ela cravou 52s17, superando a marca anterior de 52s80, que também pertencia a ela, estabelecida em dezembro de 1999. Outro recorde mundial quebrado foi do russo Roman Sludnov que precisou de 58s51 para nadar a prova dos 100 metros peito, superando a marca de 58s79 cravada pelo belga Frederik Deburghgareve, em 1998. Cada recorde mundial representa um prêmio de US$ 15 mil ao atleta, dado pela Federação Internacional de Natação.