Guadalajara - Sessenta anos depois da primeira edição dos Jogos Pan-Americanos, o Brasil poderá participar em Guadalajara, na terceira ocasião na história em que o evento é realizado em território mexicano - a Cidade do México o recebeu em 1955 e em 1975 -, em situação única: a de protagonista.
A ausência de várias dos principais nomes do continente no esporte mundial - como o nadador norte-americano Michael Phelps, o velocista jamaicano Usain Bolt e a equipe masculina de basquete dos Estados Unidos - fará de atletas brasileiros como o nadador Cesar Cielo, as saltadoras Maurren Maggi e Fabiana Murer, o cavaleiro Rodrigo Pessoa e a remadora Fabiana Beltrame - todos campeões olímpicos e/ou mundiais de seus respectivos esportes - protagonistas em Guadalajara.
Mas fazer previsões de resultados é para o Brasil uma tarefa inglória. Com a realização do evento no mês de outubro (normalmente ocorre em julho), vários atletas estarão em ação após disputarem as principais competições do ano - caso, por exemplo, do atletismo, da natação e da ginástica, que tiveram Campeonato Mundial, ou do basquete, que teve Pré-Olímpico.
A exceção é apenas a campeã olímpica do salto em distância Maurren Maggi, que colocou o Mundial de Daegu em segundo plano e estabeleceu como principal meta na temporada o tricampeonato no evento continental.
Passaporte para Londres
O Pan de Guadalajara será decisivo para 12 modalidades, que terão em jogo não só o lugar mais alto do pódio como a vaga na próxima Olimpíada. O ouro garante participação em Londres para o triatlo, o handebol, os saltos ornamentais, o hóquei sobre a grama, o nado sincronizado, o polo aquático, o tênis, o tênis de mesa e algumas provas da canoagem.
No caso do tiro esportivo (fossa e skeet), ouro e prata valem passagem para a Olimpíada de 2012. Hipismo (já classificado pelo desempenho no Mundial) e pentatlo têm vagas para os melhores das Américas do Norte, Central e do Sul. Em relação ao judô, os resultados no México valem para o ranking olímpico. O evento também será oportunidade para competidores do atletismo e da natação obterem os índices para ir a Londres.

Imagem ilustrativa da imagem Brasil entra na disputa como protagonista