|
  • Bitcoin 103.168
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 14/06/2022, 19:59

Brasil avança com todas as oito duplas no Campeonato Mundial de Vôlei de Praia

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 14 de junho de 2022

DEMÉTRIO VECCHIOLI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um ano depois de passar em branco nos Jogos de Tóquio, deixando pela primeira vez uma Olimpíada sem medalhas no vôlei de praia, o Brasil está honrando sua tradição no Campeonato Mundial da modalidade, que está sendo disputado em Roma, na Itália. Encerrada a primeira fase, todas as oito duplas brasileiras participantes avançaram para a fase de mata-mata sem precisarem passar pela repescagem. A má notícia é que, no feminino, só uma delas pode chegar até a semifinal.

Na primeira fase da competição, 48 duplas de cada gênero jogaram 12 quadrangulares, avançando de fase as duas primeiras de cada chave e as donas das quatro melhores campanhas entre as terceiras colocadas. As demais duplas que ficaram em terceiro jogam uma repescagem, valendo quatro vagas na fase final.

No masculino, só uma das quatro duplas do Brasil terminou a primeira fase invicta: André Stein/George. Campeão em 2017 com Evandro, André busca o bicampeonato do torneio. No Grupo L, Alison/Guto e Renato/Vitor Felipe sofreram uma derrota cada um, terminando em segundo e terceiro da chave, respectivamente, mas ambas as duplas avançaram. Já Bruno Schmidt/Saymon, sofreram uma derrota, para uma dupla da Itália, mas passaram na segunda posição do Grupo A.

Entre as mulheres, Duda/Ana Patrícia e Talita/Rebecca, que estão entre as candidatas ao título, venceram seus três jogos. Bárbara/Carol Solberg sofreu uma derrota, para um time do Canadá, enquanto que Taiana/Hegeile, menos cotada entre as brasileiras, ganhou um jogo só, mas avançou em segundo pelos critérios de desempate.

Trinta e duas equipes participam, em cada naipe, dos mata-matas. André/George será a primeira dupla brasileira a entrar em quadra nesta quarta-feira (15), contra McHugh/Burnett, da Austrália. Bruno e Saymon medem forças com os velhos conhecidos Samoilovs/Smedins, da Letônia, três vezes campeões do circuito mundial. Renato e Vitor Felipe terão pela frente Perusic/Schweiner, da República Checa. Já Alison e Guto vão enfrentar os veteranos Herrera e Gavira, da Espanha.

No feminino, Bárbara e Carol terão pela frente Wang e Xia, da China. Talita e Rebecca vão enfrentar Laboureur/Schulz, da Alemanha, enquanto Taiana e Hegeile terão vida dura diante das canadenses Pavan/Melissa. As adversárias de Duda e Ana Patrícia virão da repescagem.

Se avançarem, as duplas brasileiras se enfrentam, porque todas caíram no mesmo quadrante da chave. Duda e Ana Patrícia podem pegar Bárbara e Carol, enquanto Taiana e Hegeile seriam rivais de Taita e Rebecca. Depois, as vencedoras se enfrentam. No masculino, Renato e Vitor Felipe estão de um lado da chave e as demais duplas do outro.