Ribeirão Preto, 27 (AE) - O Botafogo venceu o São José, por 2 a 1, de virada, hoje à tarde, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, e tornou-se campeão da primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista. Assim, após 10 partidas neste ano, a equipe botafoguense já garantiu o acesso à elite estadual e estréia na divisão superior no dia 8 de março, contra o São Paulo, em casa.
O São José precisava vencer por dois gols de diferença, já que havia perdido o primeiro confronto por 3 a 2 no Vale do Paraíba. O primeiro tempo foi muito truncado no meio de campo, com faltas sucessivas. Porém, as chances de gols praticamente inexistiram. Alaor tentou de cabeça, mas fracassou, e Luciano Ratinho simulou um pênalti para o time da casa.
A segunda etapa começou mais corrida e, após falha do goleiro Doni, que substituía o titular Maurício, suspenso, o São José abriu o placar.
Betinho chutou da entrada da pequena área, de virada, e marcou, aos 8 minutos. Ele nem comemorou, pois o resultado ainda era insuficiente. O time visitante ganhava todas as divididas no meio de campo praticamente acuava até a torcida local, ou seja, mais de 20 mil torcedores ficaram calados.
O técnico do Botafogo, Lula Pereira, fez uma substituição e praticamente reverteu a situação. Com a entrada de Claudinho Baiano no lugar de Odair, o time da casa equilibrou o meio de campo e, aos 29 minutos, num contra ataque, Luciano Ratinho tocou para Jajá invadir a área e tocar na saída do goleiro Alexandre. Era o empate, aliviando a torcida botafoguense.
O São José desesperou-se a após uma falta de Jajá num adversário, o goleiro Alexandre agrediu o infrator diante do juiz Romildo Corrêa.
Demonstrando insegurança, o árbitro apenas deu cartão amarelo para ambos. A Torcida ribeirãopretana só ficou aliviada aos 40 minutos, quando Paulo César lançou Claudinho Baiano na meia direita. O jogador, sem impedimento, dominou a bola e chutou-a, da entrada da área no ângulo esquerdo de Alexandre, fazendo 2 a 1. Era a consumação da festa.
Alexandre, descontrolado, tentou agredir o técnico Lula Pereira, revoltado por não ter ficado no time de Ribeirão Preto. Ele insultou o treinador, que acabou expulso, mas depois da confusão, a partida continuou até os 53 minutos. O preparador físico Brejão, do São José foi expulso e saiu de campo fazendo sinais de que o jogo tinha sido roubado. A festa botafoguense começou e o zagueiro Rogério, que subiu com o clube pela quarta vez, entre campeonatos Paulista e Brasileiro, emocionou-se. "Apesar da média de idade baixa, nosso time é experiente e mostrou toda a sua raça", disse Rogério.