|
  • Bitcoin 103.629
  • Dólar 5,3359
  • Euro 5,5329
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 07/03/2022, 21:49

Botafogo deslancha no fim, goleia Volta Redonda e assume terceira colocação

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 07 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Classificado às semifinais do Campeonato Carioca, o Botafogo encarou o Volta Redonda na noite desta segunda-feira (7), no Nilton Santos, e venceu por 5 a 0. O resultado foi construído com gols dos zagueiros Carli, Mezenga, Rikelmi e Erison, duas vezes.

Com o triunfo, o elenco alvinegro foi a 19 pontos e chegou à terceira colocação, ultrapassando o Vasco, que tem o mesmo número de pontos, mas perde no "gols pró". Já o Volta Redonda, com apenas cinco pontos, é o lanterna.

Na próxima e última rodada da Taça Guanabara, o Botafogo visita o Audax, enquanto o Volta Redonda encara a Portuguesa-RJ como visitante.

Em um começo fulminante, o Botafogo abriu o placar com Carli, mas o ritmo caiu e o Volta Redonda tentou equilibrar as ações, mas sem criatividade. No segundo tempo, após algumas chances desperdiçadas, a bola parada voltou a funcionar para o Alvinegro e Mezenga ampliou. Nos minutos finais, Rikelmi fez o terceiro, Erison o quarto e o quinto.

Titular contra o Volta Redonda, o zagueiro Joel Carli completou 180 jogos pelo Botafogo e igualou a marca do também argentino Fischer como estrangeiro com mais partidas pelo Alvinegro. "El Lobo" defendeu o Botafogo entre 1972 a 1976 e é apontado como um dos ídolos do clube. Ele morreu em 2020.

'El Capitán', por sua vez, chegou a General Severiano em 2016 e está na segunda passagem pelo Botafogo, após defender brevemente o Aldosivi, da Argentina. Ele utilizou uma camisa com um selo especial e, inclusive, abriu o placar contra o Volta Redonda.

Com o quarteto formado por Raí, Luiz Fernando, Rikelmi e Matheus Nascimento, o Botafogo demonstrou boa movimentação no setor ofensivo, mas tinha falhas na ligação entre os setores. Esse, inclusive, foi um dos pontos que ajudou na queda de rendimento do time, após uma blitz inicial. Com Barreto e Kayque sem características de construção, em alguns momentos o meio de campo não conseguiu avançar da forma esperada.

O Volta Redonda começou o jogo em um ritmo abaixo, e foi dominado. Após a parada técnica, apresentou melhorar, mas sem forças para uma reação. No decorrer do segundo tempo, o Volta Redonda tentou aproveitar o fato de o Botafogo ter abaixado as linhas de marcação, e chegou a mudar de esquema tático, mas, ainda assim, não houve uma mudança brusca.

O confronto com o Volta Redonda pode ser considerado o primeiro de John Textor à frente do departamento de futebol do Botafogo. Algumas mudanças realizadas pelo empresário já haviam acontecido, mas a compra da SAF foi concluída na última quinta-feira.

BOTAFOGO

Gatito Fernández, Daniel Borges (Vitor Marinho), Joel Carli (Mezenga), Kanu, Jonathan Silva; Barreto, Kayque (Romildo) e Raí (Juninho); Luiz Fernando, Rikelmi e Matheus Nascimento (Erison). T.: Lucio Flávio (interino)

VOLTA REDONDA

Vinícius Dias, Júlio Amorim, Eduardo Grasson, Alemão e Luiz Paulo; Bruno Barra, Bruno Gallo (Evertton) e Tinga (Romarinho); Pedrinho, Lelê (Mattos) e MV. T.: Wilson Leite (interino)

Estádio: Estádio Nilton Santos

Árbitro: Felipe da Silva Gonçalves Paludo

Assistentes: Gabriel Conti Viana e Daniel de Oliveira Alves Pereira

Cartões amarelos: Kayque, Matheus Nascimento (BOT); Tinga, Bruno Barra, Júlio Amorim, Luiz Paulo (VOL)

Gol: Joel Carli (BOT), aos 10'/1ºT; Mezenga (BOT), aos 30'/2ºT; Rikelmi (BOT), aos 42'/2ºT; Erison (BOT), aos 47'/2ºT; Erison (BOT), aos 48'/2ºT