|
  • Bitcoin 121.772
  • Dólar 5,2133
  • Euro 5,3363
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 24/06/2022, 10:07

Bia Haddad sofre com saques de Kvitova e cai na semi do WTA de Eastbourne

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 24 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - A tenista brasileira Bia Haddad não conseguiu lidar com os saques da tcheca Petra Kvitova e foi derrotada na semifinal do WTA 500 de Eastbourne, no Reino Unido, na manhã desta sexta-feira (24), por 2 sets a 0 (6/7 e 4/6).

A adversária de Kivtova na final será a letã Jelena Ostapenko ou a italiana Camila Giorgi -a decisão acontece no início da manhã deste sábado.

Com o revés, Bia deu adeus à sequência histórica de 13 vitórias consecutivas. A atual número 29 do ranking estava em busca de sua 3ª final seguida na grama- nas últimas semanas ela conquistou os torneios de Nottingham e Birmingham.

Ela se tornou a primeira mulher a vencer pelo menos 12 jogos consecutivos na grama desde Serena Williams -que entre Wimbledon 2015 e Wimbledon 2018 venceu 20 confrontos consecutivos.

Em Birmingham, Bia enfrentou Kvitova e venceu por 2 sets a 0 (7/6 e 6/2), mas a história não se repetiu em Eastbourne.

Como foi o jogo

O primeiro set da partida foi decidido nos detalhes, e o que prova isso é a duração dele: 1 hora e 7 minutos. Kvitova venceu por 7 a 6, 7 a 5 no tiebreak. A tcheca conseguiu ótimos segundos saques e complicou a brasileira na recepção.

Além disso, a bicampeã de Wimbledon contou com a sorte em alguns pontos, quando a bola teve desvio na rede mas caiu na quadra de Bia Haddad sem chances de defesa.

No primeiro game do segundo set, Bia teve o saque quebrado e se complicou na partida.

A brasileira teve problemas com duplas faltas no saque, e do outro lado tinha uma adversária vendendo muito caro cada ponto.

Kvitova fechou a partida com um 6/4.

PRÓXIMO CONFRONTO

Hoje, Bia Haddad conheceu sua chave para a disputa de Wimbledon na semana que vem. Ela estreia contra a eslovena Kaja Juvan, 60ª do mundo.

Elas já se enfrentaram duas vezes no circuito profissional e a brasileira venceu nas duas oportunidades -ambas disputadas em 2019 nos pisos rápidos dos qualificatórias em Auckland (Nova Zelândia) e do Australian Open.