Audiência de reprise do Tetra fica abaixo de índices do VT do Penta


GABRIEL VAQUER
GABRIEL VAQUER

ARACAJU, SE (UOL/FOLHAPRESS) - A reprise da partida entre Brasil e Itália, pela final da Copa do Mundo de 1994, que deu o tetracampeonato mundial de futebol para a seleção brasileira, até subiu os índices de audiência da Globo na tarde deste domingo (26), mas ficou abaixo do que marcou a reprise do pentacampeonato de 2002 semanas atrás.

Segundo dados prévios obtidos pela reportagem, a transmissão inteira, das 15h30 às 18h52, marcou 16 pontos de média com picos de 21. No mesmo horário, com a exibição dos programas de Eliana e Rodrigo Faro, respectivamente, SBT e Record marcaram 7 pontos cada uma.



O jogo marcou 14% mais audiência que a reprise da final da Copa das Confederações de 2005, na semana passada, que fechou com 14 pontos. No entanto, comparando com a audiência do penta, duas semanas atrás, a Globo perdeu 23% de audiência --caiu de 21 pontos para 16 agora.

Porém, a disputa de pênaltis que marcou o título e que teve o clássico momento de "é tetra" eternizado por Galvão Bueno teve boa audiência. Com exibição entre 18h33 e 18h42, os penais fecharam com 20.4 pontos de Ibope, com SBT e Record fechando com 7 pontos cada uma.

No momento do pênalti errado por Roberto Baggio, que deu o título ao Brasil, a Globo chegou a picos de 21 pontos de audiência na Grande São Paulo. Vale ressaltar que a partida é criticada pela sua qualidade técnica, e nas redes sociais, muita gente afirmou ter visto apenas os penais.



Para a próxima semana, conforme antecipou o UOL Esporte, a Globo anunciou a reprise da final da Copa das Confederações de 2013, entre Brasil e Espanha. O jogo também terá narração original de Galvão Bueno, como tem sido habitual das reprises da seleção brasileira nos domingos da Globo.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo