Imagem ilustrativa da imagem ATLÉTICO-PR 0 X 0 BAHIA<br> Jogo duro de assistir



Por mais estranho que pareça, a punição de portões fechados cumprida pelo Atlético-PR acabou sendo bom negócio para o torcedor atleticano, que economizou no valor do ingresso e no deslocamento até a Arena da Baixada para assistir ao duelo com o Bahia. O jogo foi tenebroso, não valeu um tostão furado e acabou 0 a 0. O confronto foi o quarto e último jogo sem torcida que o Furacão pagou pela briga na arquibancada contra o Vasco pela Série A de 2013.
A partida foi uma negação na parte técnica. Se houvesse uma reforma relâmpago no regulamento do Brasileirão, os dois times mereciam deixar o campo sem um pontinho sequer. A desarticulação ofensiva foi uma vergonha, e as chances de gol mais agudas puderam ser contadas nos dedos de uma mão.
Nenhuma foi no primeiro tempo, que foi um marasmo só, com o Bahia bastante recuado e o Atlético-PR sem movimentação e criatividade. Só na etapa final, depois de Doriva mexer no time, é que o dono da casa conseguiu dar sustos. Quem mandou para o alto a primeira boa chance foi Douglas Coutinho, na pequena área, de cabeça. Depois, Bruno Mendes, que recebeu com liberdade dentro da área, mas parou em Marcelo Lomba.


Imagem ilustrativa da imagem ATLÉTICO-PR 0 X 0 BAHIA<br> Jogo duro de assistir