Atlético Paranaense usa time B contra o Batel Ed Carlos Rocha De Curitiba e Luiz Carlos Dias Junior de Guarapuava Com o status de estar jogando a Taça Libertadores da América, o Atlético Paranaense inicia hoje a sua participação no estadual 2000, hoje, às 15h30, contra o Batel, de Guarapuava, em Guarapuava, sem nenhum titular em campo. Para poupar os atletas que jogaram na última quinta-feira e voltam a campo na próxima quarta-feira pela competição sulamericana, o técnico Oswaldo Alvarez decidiu efetivar o time B, que deverá jogar a maioria das partidas do Paranaense, pelo menos enquanto o Rubro-Negro estiver na Libertadores. No entanto, a equipe de hoje não é tão reserva assim. Quatro jogadores já estiveram no time titular. O destaque fica por conta de Silas, que aos poucos vai ganhando a confiança de Alvarez e, somando-se o fato de Luis Carlos Goiano não estar tão bem quanto na época do Grêmio, logo pode ganhar a posição como segundo volante. O volante Cocito, que até pouco tempo era o titular, também joga hoje. Além dele, Gauchinho, que foi contratado para ser mais um ‘‘matador’’ da equipe e ainda não deslanchou, e Cléberson, que é reserva no time titular mas dificilmente passa uma partida sem entrar, estão confirmados para enfrentar o Batel. Mesmo não sendo o time principal, o técnico Oswaldo Alvarez esbanja confiança numa vitória. Segundo ele, com a classificação do Rubro-Negro para a Libertadores, fruto da conquista do Seletivo, a diretoria já havia decidido montar duas equipes boas. ‘‘São atletas que não estão no time titular, mas que estão brigando por uma posição no time e podem perfeitamente representar o Atlético’’. A partida desta tarde tem como atração também o árbitro Oscar Roberto Godói, que se desfiliou da Federação Paulista de Futebol para apitar no Paraná. A partir de agora, Godói será um profissional da Federação Paranaense. Enquanto o time B enfrenta o Batel, os titulares estão de folga e voltam amanhã aos treinamentos. A equipe se prepara para a partida da quarta-feira, às 21h40, em Montividéo, contra o Nacional. O jogo vai valer a liderança do grupo 1 da Libertadores. Batel - O técnico Miltão do Ó afirma que escalará uma equipe ofensiva, que vai procurar o gol, mas sempre cuidando da defesa. Para esta partida, o grupo está confiante que mostrará um bom futebol graças a grande reformulação ocorrida no seu elenco. Segundo o presidente do clube, radialista Antonio Carlos Bernardino, da equipe titular do ano passado, apenas o volante Lê é remanescente. ‘‘Estamos confiantes na equipe, já que a pré-temporada foi bastante satisfatória e o grupo mostrou entrosamento perfeito’’, disse Bernardino. O Batel está embalado e conseguiu três vitórias nos seus últimos confrontos da pré-temporada, contra o Malutrom (1 a 0); uma equipe amadora, o Madeirit, de Guarapuava (3 a 0) e com o time misto do Atlético/PR (5 a 1). Batel Cristiano; Tito, Marcelo do Ó, Sidney e Reginaldo; Lê, Nogueira, Darlan e Valcicley; Marlon e Paulinho. Técnico: Milton do Ó Atlético Nicola; Júlio Cézar, Émerson, Igor e Fabiano; Cocito, Silas, Everaldo e Kléberson; Gauchinho e Adauto. Técnico: Oswaldo Alvarez Árbitro: Oscar Roberto Godói Horário: 15h30 Estádio: Valdomiro Gelinski, em Guarapuava