|
  • Bitcoin 102.785
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 19/01/2022, 18:07

Atlético-MG encaminha reformulação da zaga, pilar de título em 2021

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

LOHANNA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O setor defensivo do Atlético-MG foi um dos grandes pontos fortes do time na temporada passada. Não à toa, o clube mineiro começou 2022 perdendo o zagueiro Junior Alonso e vendo crescer o assédio de clubes de fora em Nathan Silva. Antes um ponto de tranquilidade, o setor caminha para ser o primeiro a ser reformulado por "El Turco" Mohamed em seu início de trabalho no time.

Para substituir Alonso, o Atlético agiu no mercado e trouxe o uruguaio Diego Godín. Com longa e vitoriosa carreira na Europa e na seleção uruguaia, o jogador chegou, a princípio, para formar dupla com Nathan. O brasileiro, porém, desperta o interesse de clubes como o Tigres, do México, e o Porto, de Portugal. Apesar de o Atlético querer seguir com suas principais peças, nenhuma saída é descartada pelo clube, que já deixou pública a necessidade de realizar vendas.

Caso Nathan siga o mesmo caminho que Alonso, o Atlético conta atualmente com outros quatro nomes para a posição: Rever, Igor Rabello, Micael e Vitor Mendes, o que, inicialmente, indica que o clube não terá necessidade urgente de reposição.

Na ausência de Nathan Silva na Copa do Brasil, Rever foi o substituto. O experiente zagueiro, porém, se lesionou na reta final da temporada e coube a Rabello formar dupla com Alonso nas finais. O Atlético se sagrou campeão pela competição pela segunda vez em sua história.

Micael e Vitor Mendes são jogadores da base, mas com histórias diferentes no ano passado. Enquanto o primeiro fez parte do elenco sob o comando de Cuca, o segundo esteve emprestado ao Juventude onde terminou a temporada como um dos destaques da equipe de Caxias. Assim como fez com o próprio Nathan Silva, que defendeu o Atlético-GO, o time mineiro trouxe Mendes de volta, agora para ter uma oportunidade com a camisa alvinegra.

Os números do Atlético na defesa foram destaque em todas as competições disputadas em 2021. No Brasileiro, a equipe foi a melhor defesa com 34 gols sofridos, com média 0,89 por jogo, sendo o melhor número do time na história dos pontos corridos. Ao todo o Atlético sofreu 52 gols em toda a temporada, que terminou após 75 jogos disputados.