|
  • Bitcoin 150.000
  • Dólar 4,9314
  • Euro 5,2150
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 08/04/2022, 22:51

Atlético-MG defende título brasileiro e sonha até com tetra nos bastidores

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 08 de abril de 2022

VICTOR MARTINS
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Detentor do título do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG mira em campo, a partir deste domingo (10), o tri do principal campeonato do país. Às 16h, o Atlético-MG recebe o Internacional, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Nos bastidores, no entanto, a diretoria quer mais. O clube mineiro busca junto à CBF o reconhecimento da Copa dos Campeões, vencida em 1937, equivalente ao torneio nacional. Assim, alcançaria a cobiçada quarta estrela.

Um dossiê com mais de 60 páginas já foi entregue à entidade. Na visão da diretoria, o documento é completo para que o presidente Ednaldo Rodrigues homologue o pedido. Aliás, a eleição para escolher o novo mandatário da CBF atrasou a resposta ao clube mineiro. A expectativa era de que o reconhecimento acontecesse no último dia 25, quando o Atlético-MG completou 114 anos de fundação. No entanto, o processo eleitoral terminou apenas no dia 24. Em seguida, vieram os jogos da seleção brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Apesar da demora para uma resposta, a cúpula alvinegra está confiante que terá o pedido atendido, tanto que o presidente Sérgio Coelho está à frente do processo. Uma visita à sede da CBF nos próximos dias não está descartada.

Enquanto a diretoria tenta o reconhecimento da Copa dos Campeões, o departamento de futebol vive dias de paz e tem muita tranquilidade para trabalhar. Os resultados da temporada são satisfatórios, com mais de 85% de aproveitamento nos 15 jogos disputados até momento, além das conquistas da Supercopa do Brasil e do Campeonato Mineiro.

No domingo, e a tendência é ter uma escalação mais forte do que utilizou na estreia na Copa Libertadores, quando venceu o Tolima, fora de casa.

Por mais que a competição internacional seja o grande desejo do atleticano, o Brasileiro não será colocado em segundo plano. Até mesmo por tudo o que aconteceu em 2021, quando o time brigou por todas as taças e o sonho continental terminou após vacilo nos minutos finais do segundo jogo da semifinal, contra o Palmeiras.

Com a experiência de quem disputou 15 temporadas na Europa, mais de dez na Espanha, o zagueiro Godín trouxe à Cidade do Galo o que aprendeu no Velho Continente.

"O torneio mais importante é o Brasileirão. É o torneio que define a regularidade da equipe, é o pão de cada dia. Competir no Brasileirão faz você chegar bem na Libertadores e na Copa do Brasil", disse o defensor uruguaio, que usou o exemplo da última Libertadores para reforçar como a principal competição do país não pode ser deixara de lado.

"Temos a experiência do ano passado, saímos sem perder um jogo sequer, saímos invictos. Você pode ter um dia ruim, um erro a favor ou contra, que pode decidir um jogo. Então, não podemos descuidar do Brasileirão, tem que ser a prioridade e ir atrás do sonho da Libertadores. Certamente que, quanto melhores os resultados no Brasileirão, que é o torneio da regularidade, melhor a equipe vai estar preparada para disputar as partidas da Libertadores, que cada jogo é um mundo diferente, é uma final, com rivais bem preparados também e um dia ruim pode nos eliminar", completou Godín.

Para a partida de estreia no Brasileiro, o Atlético-MG não poderá contar com o lateral Dodô, que ainda se recupera de cirurgia no joelho após lesão. O time deve ir a campo com: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Nacho; Zaracho, Hulk e Keno.

Do outro lado, o Internacional chega à disputa tentando superar o empate contra o 9 de Outubro, do Equador, na estreia da Copa Sul-Americana, na quarta-feira (6). Após ter sido eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e ter caído na semifinal do Campeonato Gaúchoo time vê no Brasileiro e na competição internacional a esperança de reverter os fracassos da temporada.

No entanto, o técnico Alexander Medina terá os desfalques como um dos obstáculos para estreia no Brasileiro. O ponta esquerda Taison e o atacante Wesley Moraes sentiram problemas musculares na partida desta quarta, e não devem jogar no domingo. Eles se juntam ao zagueiro Cuesta, o lateral-esquerdo Moisés, o meia D'Alessandro, e os atacantes David, Gustavo Maia e Wanderson, todos afastados em tratamento médico.

O Internacional tem como provável escalação: Daniel; Bustos, Bruno Méndez, Kaique Rocha e Liziero; Gabriel e Johnny; Edenilson, Alexandre Alemão, Maurício e Carlos de Pena.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Horário: Às 16h (de Brasília) deste domingo (10)

Árbitro: bruno Arleu de Araujo (RJ) (Fifa)

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Transmissão: TV Globo e Premiere